Poema de uma idosa de 90 anos para agradecer aos bombeiros

Um gesto nobre de um bombeiro militar inspirou uma idosa de 90 anos a escrever um poema. Ela, que se chama Noeme, conta que o bombeiro militar tratou sua irmã com todo o cuidado e a conduziu até o caixa.

Poema de uma idosa de 90 anos para agradecer aos bombeiros

A irmã de Noeme tem 83 anos e estava na fila de uma lotérica, aguardando para receber a aposentadoria. Nesse momento o bombeiro militar sargento Carlos Augusto Souza Nascimento se aproximou e disse para a idosa (a quem chamou carinhosamente de “vó”) que ali não era o lugar dela, mas lá na frente.

Quando isso aconteceu, o bombeiro estava na cidade passando informações para a população sobre medidas de proteção contra o covid-19.

No momento em que o sargento Carlos conduzia a idosa, ela perguntou para ele se poderia ir e ele afirmou que sim. E com todo o cuidado ele a levou até a caixa, somente soltando seu braço quando ele já estava perto do caixa.

O gesto inspirou em sua irmã um poema, poema esse que veio em sua mente durante a madrugada, mas como ela não enxerga bem, pediu para sua irmão que escrevesse. Noeme conta que não entende de poesia, mas as palavras vinham em seu coração. Ela ainda conta que são palavras simples diante da gratidão que sente.

 

Um gesto que inspirou um poema simples e cheio de gratidão

Sargento Carlos Augusto Souza Nascimento, que ajudou a idosa, possui mais de 21 anos na corporação. E ele conta que sente orgulho de ser bombeiro militar, sendo que, por coincidência, nasceu na data em que se comemora o dia deles.

O pelotão ao qual Carlos faz parte está sob o comando da tenente Elen Carvalho. Elen conta que sempre orienta a tropa a se colocar no lugar das pessoas, a pensarem como se fossem pais ou filhos de quem precisa de atendimento. A comandante diz que sente muito orgulho de ações como a do sargento Carlos.

E as palavras de Noeme não ficaram apenas no papel. A idosa procurou saber do pelotão quem foi o bombeiro que ajudou sua irmão no dia. Eles dissera que iriam procurar saber quem foi, então, como ela não tinha conhecimento de quem era, decidiu homenagear a todos.

Assim, a homenagem chegou até o 8º pelotão do corpo de bombeiros e as irmãs receberam a visita da comandante, a qual foi até a casa delas e ainda levou chocolates.

Abaixo o poema de Noeme:

 

Comentários3

  • Dr. Francisco Mello

    Duas lições: Alteridade do bombeiro, se colocando no lugar da idosa, e, Gratidão da Vó. Parabéns Vó. Teu poema me emocionou sobremaneira. Baita abraço, tchê.

  • NeivaDirceu

    Linda poesia! Gratidão em poesia lindo de se ler e sentir... Muito lindo Vó... Parabéns!

  • SANTO VANDINHO

    Meiga ! Linda Poesia ! Arrepiei ! Amei o gesto (ação) do Bombeiro e a Atitude do agradecimento a Vó! rsrsrsr Paz e Bem !

Enviar comentário