Viveiros de infância: quintal de escola inspirado em poeta

Inspirado no poeta Manoel de Barros, nasceu numa escola em São Paulo um quintal de 9 mil metro quadrados. Esse foi inspirado nos “achadouros” do poeta da Geração de 45:

Viveiros de infância: quintal de escola inspirado em poeta

 

“Viveiros de infância” de Manoel de Barros

Manoel de Barros era o poeta das pequenas coisas, aquele que gostava de escrever sobre os pequenos prazeres da vida e também sobre a vida no interior, livre da urbanização excessiva.

E quando ele conta sobre as alegrias de infância nos remete aos tempos das brincadeiras ao ar livre, em contato maior com a natureza, as descobertas ao explorar o mundo num jardim ou mesmo numa horta ou pomar.

Trazendo um pouco dessa essência de volta, a Escola Municipal de Educação Infantil Dona Leopoldina modificou alguns espaços a fim de criar um refúgio para as crianças que ali aprendem, localizando-se na Zona Oeste da cidade de São Paulo. Assim, agora há um espaço de aprendizado ao ar livre, rodeado de elementos da natureza, assim como cantinhos internos prontos para estimular a criatividade.

Na escola, primeiramente foram criados os espaços verdes, com a criação de uma horta que funciona como um espaço de aprendizagem para crianças de 3 a 6 anos. As 240 crianças ali estudam em período integral.

E a é agora, na primeiro infância, que essas crianças precisam muito ter esse contato com a natureza. Afinal de contas, nessa fase a criatividade deve ser aguçada e os espaços verdes, tanto nas salas com cantos simbólicos quanto os locais preparados ao ar livre, ajudam com isso.

Comentários2

Enviar comentário