Poeta Thiago de Mello morre aos 95 anos

O poeta Thiago de Mello, um dos mais conhecidos do Amazonas, morre aos 95 anos.

Poeta Thiago de Mello morre aos 95 anos

O poeta, e também tradutor, é conhecido em âmbito nacional e também internacional. Sua morte aconteceu nesta sexta-feira (14/01) em sua casa. A causa da morte não foi divulgada.

Sobre o velório de Mello, segundo o escritor e também poeta Tenório Telles, ele será no Palácio Rio Negro, Centro Histórico de Manaus. O horário do velório ainda será definido.

 

Sobre o poeta Thiago de Mello

Thiago de Mello nasceu em Barreirinha, um município do Amazonas. E as obras do poeta foram traduzidas para mais de trinta idiomas.

“Os Estatutos do Homem” é o poema mais conhecido de Mello, onde ele traz uma reflexão sobre os valores simples da natureza.

Em setembro do ano passado, Thiago de Mello recebeu uma homenagem da 34º Bienal de São Paulo. E o verso que inspirou essa bienal integra o poema “Madrugada Camponesa”, de sua autoria. Esse poema ganhou ainda uma versão em musical numa parceria entre o poeta Thiago de Mello e o músico Monsueto Menezes.

Confira a seguir um dos trechos do poema mais conhecido de Mello:

 

Comentários2

  • SANTO VANDINHO

    Triste ! paz e bem !

  • ERALDO

    A VIDA É UMA PEÇA DE TEATRO.

    Todos os dia agradeça por acordar sinta-se feliz por viver,a vida é como uma peça de teatro,onde o autor não tem tempo para fazer ensaios,ele não saberá qual sena virá a seguir,nese teatro da vida não importa a quantidade de pessoas no plateia,nem todos irão aplaudir a apresentação.

    Nessa peça de teatro muitos vão te criticar mesmo assim siga o show,a platéia poderá ser trocada varias vezes durante a apresentação haverá pessoas saindo e pessoas entrando na sua vida não importa quantas irão te deixar,ou quantas vão permanecer ao seu lado nessa
    peça de teatro o autor não poderá ser substituído,ou sair de sena.

    Dê o seu melhor para aqueles que estão ao seu lado,um dia quando não estiver em sena elas irão lembrar de você,continue cativando seu público a maioria das pessoas estão estão ali por você,mesmo depois do do show muitos vão continuar do seu lado,abrace dê um aperto de mão,acolhem com um sorriso,falando que ama
    há muitas maneiras de conduzimos o espertaculo.

    Nuca queira ser o autor,que só vê o espetáculo de cima,seja o autor que buscar a importância de olhar o espetáculo de baixo,assim saberá o que ta faltando para a platéia,engana-se quem diz que o ultimo da fila é quem ver menos o fato de esta distante não significa que não pode vê,as vezes vê melhor do que aqueles que esta perto,geralmente os que estão distantes presta atenção.

    Todos os dia ao acordar abra a janela deixe o sol entrar,ao levantar siga dando show,a vida é uma peça de teatro onde o autor não poderá voltar a rever as senas passadas,haverá apenas recordações quando o autor não existir mais o publico guardará as boas lembranças.

    Com o passar do tempo não haverá mais o autor e nem teatro,a platéia já saíram de senas feche-se as cortinas,ali se acaba aquela linda peça de teatro.

    SEM O AUTOR NÃO
    HAVERÁ PLATÉIA.
    Eraldo silva.
    Autor.

Enviar comentário