Livro de poesia foi inspirado no Polo naval de Rio Grande

O “canteiro das flores de metal e o jardim de areia”, livro de poesia lançado pela editora Potuá, foi inspirado no polo naval do Rio Grande.

livro de poesia

De autoria do vice-diretor da Universidade Federal do Rio Grande, Danilo Giroldo, 45 anos, o livro teve seu lançamento em fevereiro deste ano de 2020 e traz escritos sensibilizados de quem acompanhou de perto as diferentes fases pelas quais passou o estaleiro.

 

Sobre o polo naval de Rio Grande, sua decadência e inspiração para o livro de poesia

Em 2013, o polo encontrava-se em seu auge, mas hoje, apenas operações raras acontecem no local. Ele, que há seis anos atrás contava com cerca de 24 mil funcionários, hoje não abriga nem 20% dessa quantidade, de acordo com o que relatou o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Rio Grande e São José do Norte (STIMMMERG).

O polo entrou em decadência depois que foram descobertas irregularidades nos contratos entre os estaleiros e a Petrobras. O estaleiro ainda encontra-se tentando sua recuperação judicial.

Giroldo comenda que uma das formas para que o polo consiga se reerguer é buscar atividades como reparos de embarcações. Ele ainda avalia que a Petrobras poderá ter uma aumento na demanda por serviços de finalização de plataformas, por conta do pré-sal, e aqui caberia utilizar o polo.

E Danilo Giroldo acompanhou de perto tudo pelo que o polo passou. Desde 2013 que ele atuava como presidente do Arranjo Produtivo Local (APL) do Polo Naval e de Energia. Ele ficou no cargo até o ano de 2018.

Segundo Giroldo, o livro seria uma forma de se expressar como ele se sentia em relação ao estado atual do polo naval do Rio Grande. O lançamento, segundo a editora Patuá, ocorreu no dia do aniversário da editora, onde ela completou 9 anos de existência.

Abaixo alguns trechos de um dos poemas que fazem parte do seu livro:

 

 

Sobre Danilo Giroldo

Danilo Giroldo publicou seu primeiro livro de poesia no ano de 2019, também pela editora Patuá. Esse primeiro livro foi intitulado de “Vala”. Já neste ano de 2020 ele lança esse que o é seu segundo livro, “canteiro das flores de metal e o jardim de areia”, pela mesma editora.

Mas além desse dois livros de poesias, ele ainda conta com poemas publicados em várias revistas literárias, tais como a LiteraLivre, Ruído Manifesto e também a Literatura & Fechadura.

Enviar comentário