Advogada usa poema em processo na justiça

Uma advogada usou um poema para convencer o juiz e ganhar mais alguns dias numa causa.

Advogada usa poema em processo na justiça

Andreia Bacellar conta que recorreu a esse recurso como forma de aumentar o prazo definido para apresentar os dados que foram solicitados pelo juiz.

E a poesia é de autoria da própria advogada, num processo que acontece em Formosa, Brasília.

O objetivo dela era aumentar o prazo para encontrar um carro num processo referente ao pagamento de dívida ao seu cliente.

Ela conta que queria uma maneira de mostrar ao magistrado que por trás de uma “fria” petição havia a angústia de quem queria justiça e também o seu desalento, uma vez que necessitava de mais tempo para obter o objeto.

E ela conseguiu, por meio da poesia, obter mais 30 dias do juiz que atuou no caso no Juizado Especial Civil de Formosa.

 

Um pouco sobre Andreia Bacellar

Andreia é advogada há mais de 10 anos e essa não foi a primeira vez que ela recorreu a um recurso assim.

Ela, que é amante de literatura, já usou o recurso em outro caso, no qual usou uma poesia retratando o amor entre pai e filho não biológico, esse foi um caso de adoção de pessoa maior e capaz. Ela conta que o caso ainda não fora julgado.

O uso dos poemas de Andreia em suas petições buscam conferir uma carga de sentimento. E são sentimentos que, segundo ela, não poderiam ser traduzidos em termos jurídicos, não seria possível transmitir a mesma emoção usando os termos jurídicos.

Para a advogada, o uso dos poemas contribui para quebrar paradigmas.

Abaixo está um trecho do poema escrito por ela e apresentado ao magistrado:

Comentários1

  • SANTO VANDINHO

    rsrsrsrsrsrs Excelente ideia ! Continue linda Doutora e Poetisa ! Beijussss

Enviar comentário