0 AMOR

@(ND)

 Já não quero entender

Nem mais clamar

Quero só o amor

A parte que me cabe

O amor que nunca é enganoso

E nem tão pouco mesquinho

O amor não se pode inventar

Se já não queres sentir

A existência não tem muito sentido

O amor vai onde quer

E faz pousada onde o eterno permanecerá

De que adianta fugir?

Se o amor está dentro e não fora

Amor que inunda uma vida

E que não se sabe por que Inquieto, vivo...

Ele está dentro e não quer sair

E nos acorda todos os dias

Num sonho, num mistério, e em oração...

Já não quero entender

Se somente em mim este amor clama

Presença, diálogo e verdade...

Um amor do tamanho do universo

E na extensão dos meus sonhos.

Ele está dentro e não quer sair

Como uma oração, o amor permanece Para sempre!!!    

 

NeivaDirceuSM

Meus Pensamentos poéticos amor...    

 

Direitos do texto reservados e protegidos pela lei do direito autoral n 9610 de 19 de fevereiro de 1998

  • Autor: @(ND) (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 18 de dezembro de 2020 23:03
  • Categoria: Amor
  • Visualizações: 37

Comentários8

  • Edenice

    Meus parabéns! O amor parte de dentro para fora...

    • @(ND)

      Olá , Edenice, obrigada, por passar por aqui e fazer a leitura dos simples versos que nasceu da alma e coração. Gratidão!

      • Edenice

        São esses versos que nos tocam... o mundo precisa de muito mais palavras vindas da alma e do coração! Neiva, parabéns e sucesso!

      • Maria dorta

        Parabéns! Um amor assim tão premente tem que ser cuidado,ontem,hoje e para sempre! Aplausos!

        • @(ND)

          Olá , Maria, você é pura doçura, sabes que o cotidiano da vida, as tempestades, as decepções, pode afligir esse amor, mas na certeza que o amor eterno já vem escrito no coração do Senhor da vida, e pela fé proclamo esse amor eterno, estará esse amor sempre dentro diante de tudo que vier e não fora... Que a vida fale cada vez mais com muita intensidade em meu ser... Bjos no coração!

        • Ema Machado

          O amor! Quem não o conhece, anseia e, quem o quer, derrama... Lindo, amiga querida!

          • @(ND)

            Ema, minha linda amiga, Obrigada, por passar por aqui e fazer a leitura dos simples versos que nasceu da alma e coração. Gratidão!

          • CORASSIS

            O amor !
            O que será de certo?
            Neiva, este teu poema nos dá uma pista um principio !
            Espetacular !!!
            Bom ler te amiga
            Abraços

            • @(ND)

              Verdade , Corassis, pista suave , Obrigada, por passar por aqui e fazer a leitura dos simples versos que nasceu da alma e do coração. Gratidão!

            • Jose Fernando Pinto

              Lindo texto Neiva! O que seria de nós sem amor, sem o calor, até mesmo sem a dor que juntos ou não, fazem poesias em nosso coração! Grande abraço!

              • @(ND)

                Sim , Fernando , o que seria de nós, obrigada, por passar por aqui e fazer a leitura dos simples versos que nasceu da alma e coração. Gratidão!

              • Edla Marinho

                Neiva, querida, como falar do amor que nos faz viver... Até mesmo sofrer, e não fazer poesia?
                Lindo demais!
                Meu grande abraço, bom domingo!

                • @(ND)

                  Olá, linda Edla Poeta de lindos sonetos, verdades ditas ...Obrigada, por passar por aqui e fazer a leitura dos simples versos que nasceu da alma e coração. Gratidão!

                • Ernane Bernardo

                  Amor uma palavra tão pequena, mas quando aplicada o efeito é maravilhoso, parabéns Neiva pelo belo, bom dia para ti

                  • @(ND)

                    Sim ,Ernane, pequena palavra , mas numa beleza fantástica... Obrigada, por passar por aqui e fazer a leitura dos simples versos que nasceu da alma e do coração. Gratidão!

                  • Casper LeBlanc

                    Versos encantadores, belo texto... Parabéns.

                    • @(ND)

                      Gratidão, Desouza, pela leitura poética!



                    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.