Maria dorta

Desvario

Os erros que cometi

Ah! foram tantos que perdi memória. 

Tantas vidas vivi,tantas histórias 

perseguem- me vida afora.

E me olho e não me encontro

vejo só  uma senhora agora

tem ar severo,rictus na boca

aponta- me o dedo,acusadora.

Re' confessa,sigo insensata e louca

a cometer enganos numa vida inglória.

Ah! O medo de estar sempre comigo,me assola.

E,se afastando todos,extraviar- me de mim?

E faço  comigo  o que melhor sei fazer: siliciar-me,

lamber minhas chagas e viver num deserto sem fim.

Maria Dorta   7.08.2020

  • Autor: Maria dorta (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 7 de Agosto de 2020 00:58
  • Comentário do autor sobre o poema: Reminiscências
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 54

Comentários10

  • Edla Marinho

    Lindos e tristes versos! Gostei muito. Um abraço.

  • Maria dorta

    Grata pelo incentivo.abracos

  • Carlos Hades

    Isso faz a passagem do tempo ser tão bela e insondavel!

  • Maria dorta

    Verdade. Importante é não ter rugas na alma! Grata pelas palavras.

  • @(ND)

    Hoje terei a honra de declamar seus belos versos Maria Dorta , o que será de uma responsabilidade tremenda... Amei! Gratidão é a palavra de hoje...

  • CORASSIS

    Bela poesia retratando as fases da vida
    parabéns chapéu
    Abraço.

    • Maria dorta

      Grata pelo incentivo,amigo colibri!

    • Shmuel

      ..."Os erros que cometi
      Ah! foram tantos que perdi memória"...

      O poema é de um gosto e tanto. Mas esta introdução é perfeita.

      Abraços!

      • Maria dorta

        Grata pour teu incentivo, sinto- me envaidecida!

      • Ema Machado

        Quem, não tem erros? Não conheço... Lindos e reflexivos versos... Chapéu!

        • Maria dorta

          Grata,tua leitura me engrandece!

        • Ernane Bernardo

          Belo poema Maria Dorta, aplausos. Quem não cometeu erros nessa vida. Recorte:
          "..Re' confessa,sigo insensata e louca
          a cometer enganos numa vida inglória..."

          Boa noite, abraços.

        • Antonio Olivio

          A cometer enganos , pode ser , mas não a uma vida inglória, pois se tivesse vivido apenas para escrever este poema : já seria uma vida gloriosa!!!
          Chapéu Maria Dorta!!

          • Maria dorta

            Sempre magnânimo comigo em tuas avaliações! Fico comovida com tuas observações,fruto de um coração generoso e alma poética!



          Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.