Maria dorta

Surfando

Não escolhemos a quem amar

O amor acontece e nos surpreende

Você não planejou,dele sequer cogitou

E, de repente, ele caiu em tua rede!

Um olhar,um sorriso,um aperto de mão

Pronto,o calor foi aquecer o coração.

 

O que não estavas a procurar,apareceu.

E, de novo,aquela comoção te prendeu

Não querias cair na velha cilada,

mas,teu coração disparou e se rendeu.

Que fazer,se sempre esta's despreparada?

Entra no Rio,sabendo nadar

podes não morrer afogada!

O bom da vida é não esperar nada.

Vai surfando a onda e desfruta.

Até  lucrara's tendo uma pele bronzeada!

M V Dorta  3.08.2020

 

 

 

  • Autor: Maria dorta (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 3 de Agosto de 2020 12:29
  • Comentário do autor sobre o poema: Ensaios
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 42

Comentários8

  • Shmuel

    As coisas do amor são assim mesmo. De repente você se apaixona. Concordo contigo poeta; neste caso o melhor é ir surfando.
    Feliz sábado!

    • Maria dorta

      Grata pelas apreciações que saem de teu coração.

    • CORASSIS

      O amor nos domina em horas improváveis
      Parabéns pela postagem
      gratificante
      abraço poetisa

      • Maria dorta

        Suas palavras me aquecem o coração. Grata.

      • @(ND)

        Poesia que nos proporciona uma lembrança boa , o amor vai onde quer e não pede licença , apenas estaciona e nos faz compreender que muitas vezes não somos donos da razão... Amei Poeta Maria Dorta

      • lucita

        Uma bela obra de uma bela artista!
        Quanta honra ler-te!

      • Edla Marinho

        Gostei dessa "prancha", onde pude surfar em belos versos!
        O amor é mesmo esse bandido que chega e nos rouba o sossego, mas nós faz viver, pulsar!?
        Parabéns pelos lindos versos!

        • Maria dorta

          Vindo de uma poetisa de tua categoria só posso me sentir lisonjeada. Grata!

        • Ema Machado

          É bem assim, nunca estamos preparados... Só nos resta "surfar"Parabéns, querida! Abraços,

        • Hébron

          Muito bom, poetisa!
          Ensaio de talento...
          Abraço

        • Ernane Bernardo

          A rede é o improviso dos braços, é o consolo do amor e das paixões, seguimos surfando. aplausos poetisa Maria Dorta, abraços.

          • Maria dorta

            Grata por tão rico comentário.



          Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.