Hébron

Um olhar para sempre

Seria apenas um olhar
Um singelo olhar pela janela
Uma cidade, visão de casarão
Mas lá estava ela

De repente um ponto estático
Eram dois olhares, única visão
Entre dois pontos, um despertar
Uma eternidade num olhar

Um universo, um átimo
Uma ponte, uma estrada
Tempo parado... fizemos a travessia
Aquele olhar foi a primeira poesia

Uma reciprocidade, uma sintonia
Enxergava a batida do seu coração
Era melodia, era canção que se fazia
Sua aura cintilava perfume de emoção

Lá estava ela, estonteante, bela
Escultural, musa de artista em tela
Beleza em tangência que serpenteia
Alucina, fascina, prende, apeia

Mas lá estava ela, para sempre
Eu fitava seus olhos, o mundo parava
Cabelos negros cacheados, anelados
Pele doce, veludo em clara negritude

Lá estava ela, para sempre
Desejava seus anseios, seus anversos
Seus lábios me pediam, calados
Sonhava ela em contornos, em virtude

Continua ela a me olhar, para sempre
Eu a olhava, desejoso do seu ventre
Sonhava para sempre, e algo ainda peço
Que nosso amor seja eterno nesses versos

Não piscava, era o medo, medo de lhe perder
Não desviava o olhar, não ruiria nossa ponte
E hoje só há saudade ao longe, no horizonte
Um horizonte carente do seu resplandecer

E como pode ser tão infinita uma brevidade?
Acredito que muitas vidas viverei e já vivi
E ainda é vida meu olhar para ela, não morri...
É vida de encarnação o olhar dela, é verdade...

Aquele instante ainda é o meu presente
Ainda vivo sem o tempo essa semente
Gérmen de amor em lembrança
E em cada sonho é devaneio de esperança

O olhar continua como uma vida, na mente
Na mente errática ansiando a reencarnação
No pulsar de todas as minhas vidas,
Amor dos tempos, guardado no coração

Lá está, em quânticas existências unidas
Destino na transcendência que se cumpre
Mas lá estava ela...
Todo o carma num olhar, para sempre...

Comentários14

  • Chico Lino

    Hébron, que olhar, meu amigo; de perder o fôlego para sempre...

    • Hébron

      Fantasia do amor... tira o fôlego! Só entre nós: esse olhar existiu de fato, na minha juventude dos 18 anos, passeio em São João del-Rei... Mas a visão poética coloca em proporções da fantasia... poética!
      Abraço, meu amigo

    • Ana Carmo

      Que olhar poderoso!
      Belíssimos versos!
      Intensos e instigantes do início ao fim!
      Parabéns!

      • Hébron

        Muito obrigado, Ana!
        Fico feliz que tenha gostado!
        Abraço

      • Vlad Paganini

        Lindo olhar, olhar de um amor verdadeiro, esse não morre jamais. abraço poeta.

        • Hébron

          É meu amigo, o amor verdadeiro não se curva nem ao tempo...
          Abraço

        • Natália Abreu

          Ahhh, mas que poema! "Como pode ser tão infinita uma brevidade?"

          • Hébron

            Ahhh, Natália, obrigado!
            Feliz com seu comentário!
            Deixa seus textos por aqui, poetisa!
            🙂

          • Ernane Bernardo

            Belíssimo poema poeta Hebron, incansável leitura! parabéns.

            Abraços

            • Hébron

              Poeta amigo, muito obrigado...
              A empolgação rendeu muitas linhas... que bom que vc gostou!
              Abraço

            • Nelson de Medeiros

              UAU!!!! Sem comentários, simplesmente favoritei.
              1- pra ti

              1 ab

              • Hébron

                Nossa, Nelson!
                Seu comentário me honra muito
                Abraço

              • Rosangela Rodrigues de Oliveira

                Caramba que poema. Gostei. Parabéns.

              • Hébron

                Muito obrigado, poetisa!
                É uma alegria para mim seu comentário!
                Abraço

              • CORASSIS

                Teu poema é capa de jornal!!
                Bravo poeta das Gerais
                Abraço amigo

                • Hébron

                  Fico sempre muito feliz com seus valorosos comentários.
                  Muito obrigado, caríssimo amigo poeta!
                  Abraço

                • Maria Lucia

                  Uauu!
                  De estremecer , de emoção.
                  Mil parabéns , Hébron !

                  • Hébron

                    Maria Lucia, que alegria ler seu comentário, todo aquele que escreve se sentiria realizado.
                    Muito obrigado
                    Abraço

                  • Shmuel

                    Um poema de um amor lindo, e eloquente. Sempre um privilégio ler este poeta elegante e dono de competência ímpar.
                    Abraços Hebron! Grande amigo e poeta colibri.

                    • Hébron

                      Meu amigo, uma lembrança nostálgica e poeticamente exagerada de uma paixão juvenil...
                      Abraço

                    • Edla Marinho

                      Ei favoritei, amigo Hébron, valeu muito!
                      Lindos versos, com elegante escrita, uma marca sua que eu friso sempre, amo!!
                      Abraços!

                      • Hébron

                        Muito obrigado, Edla!
                        O relato de um olhar que de fato existiu! Ou existe...
                        Abraço, minha amiga

                      • Geralda Maria Pinheiro Figueiredo Pithon

                        "Sua aura cintilava perfume de emoção"

                        Que forteee, essa frase me tocou!
                        E o poema em si, é de um verdadeiro mestre da poesia!
                        Maravilhoso, poema!

                        Parabéns, amigo poeta Colibri!

                        • Hébron

                          Obrigado, Geralda pela visita e comentário tão agradável, generoso e estimulante!
                          Abraço

                        • Ema Machado

                          Belo olhar, amigo poeta! Grande abraço,

                          • Hébron

                            Obrigado, Ema!



                          Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.