Anny

Tudo de Coração Fica!

É triste ver o tempo na terra se extinguindo,
É como segurar a areia na mão
Ela escapa por entre os dedos,
Pouco restando dela 
Mas tudo que é de coração fica,
O tempo lhe dá guarida!

 

Nosso tempo é precioso,
Devemos construir para a eternidade,
Porque as verdades são histórias
Fica como um carimbo em nossa memória!
Tudo que é de coração fica, 
O tempo lhe dá guarida!

 

É como tentar segurar o ar nos pulmões,
Invevitavelmente, ele se esvai, 
Não podemos suportar por muito tempo,
Por isso, a responsabilidade afetiva,
Deve ser nosso lema de vida! 
Tudo que é de coração fica!
O tempo lhe dá guarida!

Anny, 30/11/2021

 

Comentários5

  • LEIDE FREITAS

    Ótimo poema.
    Boa noite!

    • Anny

      Grata por seu comentário! É uma reflexão sobre o que de fato importa nesta vida. O que foi feito de alma e coração. O resto é ilusão! Feliz dia para você!

    • Ema Machado

      Sábia reflexão! Belos versos! Grande abraço,

      • Anny

        Agora saber segurar nosso ego e mantê-lo afastado para poder escolher é a grande dificuldade. Tudo é aprendizado. Grata por seu comentário. Um belo dia para você!

      • CORASSIS

        Bela e sabia reflexão , parabéns Anny, abraço.

        • Anny

          Grata por seu comentário! E só isso importa no final. É o que for de coração! Um bom dia pra você!

        • Rosa Desirré


          O tempo é sábio, feliz de quem aprendeu a lidar com tudo no tempo certo.
          Bom dia Anny.

          • Anny

            Com certeza, às coisas de Deus são perfeitas! O tempo não pára, ele sempre é feito de presente, passado e futuro. Sempre há um futuro a ser descoberto. O importante é que Deus mostra a verdade sempre. Um feliz dia para você!

          • Marcelo Veloso

            Anny, Isso mesmo, "tudo que é do coração fica", fixa e conforta. Fantástico! Abraços.

            • Anny

              Obrigada por seu comentário! É verdade, pois só o que a gente lembra de fato são as verdades vindas do coração. Uma linda noite para você!



            Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.