Geralda Maria Pinheiro Figueiredo Pithon

A BUSCA

A BUSCA

As vezes na vida 
É  preciso dar um tempo pra nós mesmos

Se entregar ao acaso
Viver grandes emoções 
Deixar seu corpo falar
Gritar de desejos

Descobrir caminhos nunca percorridos
Engavetar o medo
Desacelerar...

E viver momentos únicos 
Que não se repetirão  com a mesma intensidade

Porque a vida nos poda 
Com o passar dos anos
Perdemos o ritmo nos acomodamos

Não somos mais furacões

Fervilhando de desejos

E no fim seremos talvez grãos de poeira no furacão da existência
Pois tudo aparentemente está calmo...

Assim é quando o amor nos envolve só quem nos observa consegue medir a intensidade com que esse sentimento muda nossa vida

Hoje os ventos estão favoráveis a nós Amanhã eles podem se tornar receptores do TEMPO 

Seja um furacão por dentro deixe o amor entrar como uma brisa

Apaixone-se por si mesmo
Quantas vezes for necessário 

Pratique a lei do bem me quero
E ouse buscar o bem querer


Meu Lado poético 
Geralda Figueiredo

Comentários5

  • Jose Altofe Queirolo

    Parabéns sua poesia entrega com elegância uma mensagem sábia e vigorosa. Abs.

    • Geralda Maria Pinheiro Figueiredo Pithon

      Muito feliz com seu comentario, querido amigo poetaa!

      Vamos nos amar, sem reservas e viver o furacão do momento... rsrsrs...quantas vezes seja possivel, porque um dia td acaba...rsrs!
      Grande Abraço!

    • CORASSIS

      "Apaixone-se por si mesmo
      Quantas vezes for necessário

      Pratique a lei do bem me quero
      E ouse buscar o bem querer"

      Este é o principio da felicidade!
      lindo , abraços.

      • Geralda Maria Pinheiro Figueiredo Pithon

        Seu comentário me encanta, amigo poeta!

        A lei do bem me quero, é muito sábia!
        Nos leva, a sermos aceita, pelo outro, com mais, verdade!

        Gratidão, grande abraço!

      • Shmuel

        Parabéns, Geralda Figueiredo, um poema cheio de maturidade. Em pleno alinhamento com a vida. Adoro ler seus poemas.
        Abraços,

      • Nelson de Medeiros

        Boa tarde peota.
        Já disseram tudo.
        Assino em baixo;.

        1 ab

      • João Jorge o Poeta Sorridente

        Adorei a sua franca e inteligente forma de de aqui estar e agora!!!...
        PARABÉNS Geralda!



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.