Fuga de estrela...

Ema Machado


Aviso de ausência de Ema Machado
NO


Fuga de estrela...

 

Engulo

É meu, o silêncio

Despejo em lágrimas

Minhas travas...

Nada dizem a você

A mim, cortam

São navalhas...

Sozinha, conto estrelas

O universo as detêm

Às vezes, uma foge

Diria o poeta:

“O silêncio, não lhe convém? ”

Solitária, a montanha

Quebra o silêncio

Em repetidos ecos

Enquanto, em mim

Gestos e olhares

Se perdem...

Quem ouve, meu silêncio?

Apenas, meus versos...

Ema Machado/ 2014

 

 

 

  • Autor: Ema Machado (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 21 de julho de 2021 21:56
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 38
  • Usuário favorito deste poema: Isabela Rodrigues.

Comentários5

  • CORASSIS

    Estou encantado !
    belo, abraço Ema.

    • Ema Machado

      Gratidão, amigo querido! Abraço,

    • Helio Valim

      Parabéns, Ema. Poema impactante! É bom lembrar, em momento de silêncio perturbador, é vital ouvir a voz interior . Um abraço

      • Ema Machado

        Gratidão, amigo poeta. Grande abraço,

      • Ernane Bernardo

        Aplaudo de pé, beleza ímpar, grato pela partilha, querida Ema Machado, abraços poéticos.

        Diria o poeta:
        “O silêncio, não lhe convém? ”

      • Isabela Rodrigues

        Lindo poema!!

        • Ema Machado

          Obrigada, menina! grande abraço,

        • Cecilia

          Muito lido, Ema!Beijo

          • Ema Machado

            Obrigada, querida poeta! Grande abraço,



          Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.