Pai

Claudia Casagrande

Estava pensando em um tema

Para te homenagear

Logo me veio o Alviverde

Que tanto te fez vibrar

Mas nenhuma das suas paixões

Além da nossa família

Se compara a Geografia

Nem mesmo sua poesia

Que tem o dom de encantar.

 

Cada aluno que viaja

Que conhece algum lugar

Que vê uma estrela cadente

Ou um eclipse lunar

Do professor Casagrande

Com certeza há de lembrar.

 

A sua Geografia

Vai muito além da grafia

Do estudo de cada lugar

Abrange o amor às pessoas

A magia de ensinar

Então por essas e outras

Fui audaciosa em ousar

O mapa que representa O mundo que te encantou

Ganhou nesta data querida

Um pedaço da sua vida

A sua cidade Natal.

Encaixei Marcondésia no mapa!

Que o japonês Narukawa, Melhen Adas, entre outros

Não nos leve a mal.

É seu o aniversário, afinal!

  • Autor: Claudia Casagrande (Offline Offline)
  • Publicado: 14 de fevereiro de 2021 11:05
  • Comentário do autor sobre o poema: Este poema, fiz para o meu pai e li em uma festa surpresa pelos seus 80 anos. Coloquei o distrito de Marcondésia em um Mapa Mundi bem grande e Geografia foi o tema da festa.
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 54

Comentários9

  • CORASSIS

    Belíssima homenagem
    ao papai
    Parabéns !
    Abraço.

    • Claudia Casagrande

      A homenagem foi há três anos.
      Organizei uma linda festa, com muitos detalhes, por ele vividos e convidei a família próxima.
      Adoro relembrar.
      Muito obrigada!
      grande abraço

    • victor barbosa

      parabéns lindo poema!

      • Claudia Casagrande

        Que bom que gostou.
        Muito obrigada
        abraço

      • Jose Fernando Pinto

        Muito bom, adoro textos "nesse ritmo", parabéns Claudia!

        • Claudia Casagrande

          Fico muito feliz.
          Agradeço sua sempre presença.
          grande abraço

        • Shmuel

          Muito lindo, Cláudia Casagrande! És uma poeta de esmero zelo.
          Abraços,

          • Claudia Casagrande

            Você que é muito gentil.
            Muito obrigada!
            um grande abraço e boa noite

          • Eras

            Bela homenagem, parabéns poeta.

            • Claudia Casagrande

              Que bom que você gostou.
              Gratidão e grande abraço

            • Ernane Bernardo

              Que maravilha Cláudia, uma bela homenagem e merecedora pela arte de ensinar, meus parabéns a vc pela obra, e pelo seu pai pela arte de ensinar. Bom dia, forte abraço.

              • Claudia Casagrande

                Muito obrigada, Ernane.
                Agradeço de coração e fico feliz que tenha gostado.
                um grande abraço

              • Cecilia

                ClÁUDIA, parabéns pela delicada e merecida homenagem ao meu querido inesquecível amigo e colega, Valdecir Casagrande, de Marcondésia, SP.

                • Claudia Casagrande

                  Dona Cecília, ele e minha mãe ficaram encantados com seu livro e principalmente adoraram saber que a senhora não parou de escrever.
                  Qualquer hora vou te mostrar a foto do mapa mundi com Marcondésia.
                  Muito obrigada!!
                  beijos e uma ótima semana.

                • Elfrans Silva

                  Homenagear nossos progenitores é gratificante demais. E nos faltam palavras à alturas deles. Sei quanto é comovente esses momentos de meditar sobre o que lhes escrever. Ou o que deles escrever. Que bom que vc o homenageou.
                  Parabéns por seus versos. Abraços

                  • Claudia Casagrande

                    Hoje que vi seu comentário...
                    Foi realmente emocionante, pois nunca tínhamos feito uma festa para ele.
                    Você é muito generoso nos seus comentários.
                    Obrigada!!
                    grande abraço

                  • Helena Rodrigues

                    Linda homenagem, seu pai deve ter ficado feliz e orgulhoso, de uma filha com um coração tão nobre, parabéns

                    Sabe eu também sempre gostei de ler, e há muitos anos também passei a escrever... Mas por motivos que agora não vem ao caso, eu riscava tudo... E guardei os riscos na mesma durante anos... Até que depois joguei fora,
                    E o que me fez começar a mostrar, foi a "partida" de meu pai , já escrevi também sobre ele várias vezes, mas não publiquei ainda aqui.
                    Muito obrigado por partilhar
                    Abraço

                    • Claudia Casagrande

                      Oi Helena, muito obrigada! Ele ficou realmente feliz com a surpresa e com minha homenagem. Toda a família veio para a festinha, até mesmo meus tios de São Paulo. E ele nem desconfiou. Não falamos nem mesmo para minha mãe.
                      Eu, na verdade nem fui de muita leitura. Eu trabalhava quase o dia todo, manhã, tarde e noite e pouco tinha paciência para ler, ver TV... Mas sempre escrevi, meio como desabafo, outras vezes homenagens, outras vezes por algumas revoltas. Também comecei a guardar em uma pasta bem mais tarde. Antes eu escrevia e já jogava fora. Não sou da área da literatura, portanto nunca tive coragem de me expor até que veio a pandemia. Aí acabei entrando em um concurso e publicando um pequeno e simples livrinho. E a maioria das poesias que publiquei aqui são desse livrinho.
                      um grande abraço

                      • Helena Rodrigues

                        Parabéns (aplausos) fico feliz por você
                        Eu não tenho muito grau académico, tenho só o 6°. Ano , não sei qual a equivalência aí no Brasil
                        Mas sempre gostei de ler, agora vou publicando, quem sabe algum dia , alguém ache que vale a pena fazer alguma coisa com eles !!! rsrsrs
                        Grande abraço



                      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.