(ND)

Meu mistério

Sonhando, é verdade!

Quem? A minha alma

É o mistério que invade

Com  alegria

E também com a dor

Alma que a noite sussurra

Que nas lágrimas

Se derrama

E de justiça, murmura.

Numa noite que de vida é nula

São impulsos de um sentir

Como essência silente

Que nem esperança tem

Que não entende, mas sente.

Que vive na solidão

Às vezes das lágrimas

E na maioria das vezes no silêncio

Eu suplico aos Céus

Qual é a minha verdade?

Acaso terei resposta na eternidade?

Nesse mistério que me invade, Dia após dia

E que só eu sei, só eu sinto.

Ciência em paciência

É um suplício,

Que se achada à verdade

O mistério me invade

E me toma por inteira

Quisera eu entender

Cada lágrima que insiste

Em brotar dos meus olhos

E numa saudade incontida

Rogar ao meu maior mistério

Toma-me

Faça-se

Consuma-me

E me deixe compreender

Teu mais doce mistério nesse querer...

Minha alma tem sede de ti...    

 

NeivaDirceu

Arquivos de 2016

              Pensamentos meus...                 

Comentários4

  • CORASSIS

    Deus atenderá todas suas súplicas!
    Parabéns amiga Neiva.
    Abraço.

    • (ND)

      Gratidão, amigo Corassis, obrigada pela leitura ...Abraços poéticos!

    • Roberto Pacheco

      Lindo, Neiva!
      Forte abraço
      Roberto

      • (ND)

        Gratidão, Poeta Roberto, obrigada pela leitura ...

      • Maria dorta

        Bonito desabafo sob forma de poema. Parabéns!

        • (ND)

          Gratidão, amiga linda Maria Dorta, obrigada pela leitura ...

        • Jose Fernando Pinto

          Maravilhoso Neiva! Grande abraço!

          • (ND)

            Gratidão, Poeta Fernando, obrigada pela leitura ...



          Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.