Lilian Fátima

Fumaça

Fumaça  no ar...

Visão  embaça 

Turva a paisagem 

Difícil respirar 

Fuligem na vidraça 

 

Fumaça do cigarro

Outrora status 

Agora vicio temerário 

 

Fumaça do carro

Escapamento descalibrado

O ar fica irrespirável 

 

Fumaça no mato

Ameaça à  flora e fauna

Risco de devastação 

Vidas em sobressaltos

 

Uma cortina de fumaça 

Muito bem disfarça 

Tantos golpes e trapaças 

 

A fumaça tem cor

Negra

Explosão!

Óleo, borracha, produtos químicos 

Em combustão 

 

Fumaça branca 

Parece neblina

Mensagem de paz

Rituais indigenas

Eleição do Papa

está decidida 

 

A fumaça tem cor, cheiro e peso

No lixão,  no mato e no morro

Indício de perigo

Alerta!

Onde há fumaça, há  fogo.

 

Comentários3

  • Roberto Pacheco

    Lilian, adorei!
    Forte abraço poetiza.
    Roberto

    • Lilian Fátima

      Grata pela atenção apreciação.

    • Valdeci Malheiros de castro

      Um belo poema. Muito reflexivo. Ótimo sábado.

      • Lilian Fátima

        Agradeço a leitura e a atenção.

      • Nelson de Medeiros

        Muito bom Lilian,
        Gostei imensamente.

        1 ab

        • Lilian Fátima

          Grata pela apreciação. Abraços



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.