Mari Machado

Outro horizonte...



 

 

Diga!

Há quanto tempo, teu olhar não passeia no horizonte

Vive imerso nos sonhos, ou até mesmo no ontem

O dia nasce, se sempre esperas o amanhã 

Nunca terás serenidade

Receba o hoje, viva a plenitude do agora

É primavera...

O amanhã pode não vir, ou dele nem poderá usufruir

Talvez seja apenas quimera...

O hoje, é sempre um presente

Se não gostastes do ontem, faça o hoje (diferir)

Desperte seu melhor sorriso, o beijo na fronte

Ligue para aquele amigo distante…

Abra a janela, depois as portas

Que a alegria adentre

Verás, seu viver diferirá

Há sempre outro horizonte...

Ema Machado




Comentários4

  • Carolina Funayama

    Bravo! Adorei, há sempre um outro horizonte! Belíssimas palavras, Mari, Parabéns!

    • Mari Machado

      Obrigada, querida! Grande abraço,

    • Maria dorta

      Inspiracao e talento. Parabéns,notável poetisa!

      • Mari Machado

        Obrigada, querida! Grande abraço,

      • CORASSIS

        Eis a receita do melhor viver!
        Belíssimo poema .
        Parabéns poetisa.

        • Mari Machado

          Obrigada, Corassis! Grande abraço,

        • Valdeci Malheiros de castro

          Belissima reflexão, poetisa. Um abraço.

          • Mari Machado

            Obrigada, Valdeci! Grande abraço!



          Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.