NeivaDirceu

Os silêncios que há em mim

Os meus olhos são como o coração

Transborda

Por onde passam captam imagens

Que adormecem em mim

Por isso vejo os barulhos,

barulhos em mim ...

Minha alma fala

Não há uma única brisa

Que não encontre os meus barulhos mais secretos

Nem caminho que não escute o sussurrar

Nem som que não chegue até o céu

Não vivo no sonho

Mas saio dos sonhos

Por que sonhar é sofrer

E não sonhando

Tenho minha alma silenciada com plenitude.

 

NeivaDirceuSM

Poetizando os conflitos em mim

Arquivos registrados de agosto de 2020

Comentários4

  • Josefa

    Braço!?? belas palavras

    • NeivaDirceu

      Gratidão, Josefa..

    • Shimul

      Me identifiquei com o trecho abaixo:

      "...Por onde passam captam imagens

      Que adormecem em mim

      Por isso vejo os barulhos,

      barulhos em mim ..."

      Abraços, Neiva Dirceu

      • NeivaDirceu

        Abraços , Samuel... Gratidão!

      • Shimul

        Me identifiquei com o trecho abaixo:

        "...Por onde passam captam imagens

        Que adormecem em mim

        Por isso vejo os barulhos,

        barulhos em mim ..."

        Abraços, Neiva Dirceu

      • Valdeci Malheiros de castro

        O silêncio, muitas vezes inspira belas poesias. Parabéns.

        • NeivaDirceu

          Verdade, Valdeci... Obrigada!



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.