Nelson de Medeiros

TEU NOME



TEU NOME

 
Não é quimera não, é de verdade
O teu índigo olhar...  Teu sorriso
É aurora celeste que eu diviso
No horizonte amargo da saudade!
 
Ao ver-te o desejo minh! alma invade
E faz sonhar... Mas, teu nome, indeciso,
Inda que eu queira, aqui não formalizo;
Se tu quiseres, dá-lhe claridade...
 
Pois, se com ele intitulo este poema,
Confesso, sem qualquer estratagema,
Esta paixão que arde e me consome...!
 
Assim,  embora desaguando em pranto,
Faço este soneto e componho  um canto
Sem o som da cantiga do teu nome...

 

Nelson de Medeiros
 

 

 

  • Autor: Nelson de Medeiros (Offline Offline)
  • Publicado: 17 de Junho de 2020 09:19
  • Comentário do autor sobre o poema: Amor impossível que deixa marcas na alma por longo tempo.
  • Categoria: Amor
  • Visualizações:
  • Usuários favoritos deste poema:
  • Fração de Tempo, Samuel SanCastro.

Comentários9

  • Crica Marques

    Lindo! Afetuoso abraço, amigo poeta.

  • Carlos Lucena

    Poeta Nelson, que suavidade no seu soneto!
    Maravilhoso!

  • Maria Lucia

    Apaixonado, cheio de ternura, um poema inspirador. Parabéns Nelson, você é muito bom.
    Abraços

    • Nelson de Medeiros

      Obrigado de coração. Escrevo o que sinto, o que vivi e sonhos para melhorar tais imagens na lembranças
      1ab

    • Cecilia

      Magistral, muito bonito!

      • Nelson de Medeiros

        Obrigado, Cecilia. Às vezes a inspiração é lembrança forte.

        1a

      • Samuel SanCastro

        Lindo! Em minha opinião este é o teu melhor texto aqui no site.

        • Nelson de Medeiros

          Poxa, que legal ler isto. Sinceramente, muito obrigado.
          1 ab

        • Fração de Tempo

          Belíssimo!
          Sou vidrado em sonetos.
          E particularmente, sobre deste, que tanto aprecio "Nomes".

          Felicitações ao poeta
          Nelson de Medeiros

          • Nelson de Medeiros

            Eu também poeta. O soneto é alma da poesia desde todos os tempos...

            1ab

          • Hébron

            Nelson, seu poema é de um amor inspirado, é uma inspiração de amor, é inspiração...
            Grande abraço

            • Nelson de Medeiros

              Valeu, meu amigo poeta. Os teus poemas também o são.

              1 ab

            • Sidneia Oliveira

              Ah! Os amores, mas o que seria de nossa vida sem eles?

              Você como sempre Nelson, delicado nos textos.

              Abraços

              • Nelson de Medeiros

                É verdade. Amores que vem e que vão. Uns sequer merecem lembranças, outros merecem poesia.

                1 ab

              • Eduardo Vieira

                Poeta, tú és uma fonte de inspiração deste nosso cantinho.

                Parabéns!

                • Nelson de Medeiros

                  Poxa , cara. Com um elogio desses até vou pendsar que sou mesmo poeta....

                  1 ab



                Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.