Claudio Reis

JANELA ABERTA

Abro a janela e vejo um vasto jardim
O sol ilumina o dia mostrando o belo
O colibri beija a orquídea, o ar cheira jasmim
Nas margaridas: abelhas num bailado singelo

Por trás das montanhas existe um outro lugar
De onde se pode ouvir o som das cachoeiras
É o vale das borboletas, onde elas vão brincar 
Uma natureza encantadora e sem fronteiras

O fogão de lenha ferve a água pra fazer o café 
O gato ainda dorme sobre a antiga cristaleira
Neste novo amanhecer agradecer com toda fé

Abrir a janela e ter tudo isso afaga ao coração 
Ainda mais tendo perto quem tanto amamos
Maravilhas da vida! Paz e amor, uma benção. 

Cláudio Reis 

 

  • Autor: Claudio Reis (Offline Offline)
  • Publicado: 7 de Abril de 2022 10:19
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações:
  • Usuário favorito deste poema: CORASSIS.

Comentários7

  • CORASSIS

    Só um com titulo de SIR, para escrever algo tão lindo e cheio de detalhes belos e maravilhosos ,
    Parabéns meu amigo , abraço.

    • Claudio Reis

      Sonhos em sonetos amigo Corassis!

      Quanta honra tê-lo aqui caro poeta, abraços.

    • Pedro Trajano de Araujo

      Parabéns e obrigado por me dar o prazer de ler este belo pela neste fim de tarde.

      • Claudio Reis

        Que bom que temos poetas de igual sensibilidade para poetizarmos a beleza da vida!

        Abraços amigo.

      • Maria dorta

        Ter o privilégio de viver ,ver,participar de um pedaço da Natureza,cercado de uma beleza paradisiaca...não é dado a todo mundo. Tem que ser um poeta abençoado! Chapéu!

        • Claudio Reis

          Lisonjeado ao cubo!

          És motivadora sempre! Assim me faço poeta!

          Abraços amiga.

        • Ernane Bernardo

          Um belo soneto, amigo poeta Cláudio Reis, que essa janela esteja sempre aberta para fazer florir lindos sonetos. Abraço poético.

          • Claudio Reis

            Ernane amigo poeta!

            Vamos valorizar os Sonetos, vamos dar vida à eles para que vivamos melhor!

            Abraços.

          • Shmuel

            Sempre é muito prazeroso ler o mestre Cláudio Reis! Tua poesia é pura e convida a momentos suaves.
            Abraços ao amigo colibri!

            • Claudio Reis

              Meu caro amigo!

              Feliz com sua visita sempre!

              Abraços.

            • Barbara Guimaraes

              Muito lindo e naturalmente belo...

            • Claudio Reis

              Bárbara querida poetisa!

              Me sinto tão bem com sua presença aqui!

              Abraços.



            Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.