Shmuel

Todas as coisas que brilham

Todas as coisas que brilham

Essa calma que envolve a noite
Céus! Como são lindas as estrelas vistas daqui
Esta aparente harmonia
Me causa uma certa insegurança
Essas montanhas, ao meu redor
Sempre estiveram aqui
Eu que nunca estivera deste lado
Onde as sombras são acolhedoras
Meus pés desavisados seguiram
os teus
E perigrinou por tantos lugares
Me lembro que havia um rio
E pássaros sobrevoavam seu corpo
Indiferente, saciava minha sede
Boca e língua escaldante, sentia uma fome desertica
Enquanto crianças reinavam no quintal
Tua beleza, se escondia atrás da cortina
Teu sorriso consumia, os meninos
Que se consumiam entre si
Nas paredes revi lugares, cujos sonhos já haviam me levado antes
Sou incorrigível...me abasteço de lembranças
Vivo do seu olhar, vivo dentro do seu olhar
Sou um hospedeiro inóspito
Explorando, seus vales, montanhas   e grand canyons
Como são lindos seus lábios
São sedentos e sábios
Tantos sabores e aromas exalam freneticamente em mim
Sou um ser de indeléveis sentires

  • Autor: Shmuel (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 22 de Dezembro de 2021 19:19
  • Comentário do autor sobre o poema: Somente um ensaio...
  • Categoria: Amor
  • Visualizações: 42
  • Usuários favoritos deste poema: Ema Machado, LEIDE FREITAS.

Comentários4

  • Anny

    Um lindo poema, cheio de mistérios e também de bonitas lembranças! Parabéns! Aproveito para desejar boas festas e um ano novo de muita saúde e inspirações!

    • Shmuel

      Obrigado poeta Anny pela gentil presença em minha página. Um Natal repleto de paz e realizações para você e família.
      Abraços!

    • Priscila Ribeiro

      Lindo poema!! A noite é também o momento do brilho das estrelas, que saibamos nos erguer para contemplá-las.

      • Shmuel

        Sim, Priscilla Ribeiro! As vezes não damos a devida atenção as coisas que nos cercam.
        Abraços!

      • DAN GUSTAVO

        Lindo! Lembranças e vislumbres como feixes de luz num instante... a natureza, memórias e ideias que se misturam! Um breve toque de astronomia com estas estrelas tão lindas apesar de 'efêmeras' .... mas que ainda assim brilham! E a tão importante e imponente topografia com suas montanhas que a natureza nos brinda com sua paisagem... e que da qual nós poetas abusamos ao descrevê-las lindamente em versos mesmo sem o tal 'Stricto Sensu' acadêmico!rs Tudo de bom e boas festas, meu amigo!

        • Shmuel

          Obrigado, amigo e poeta Dan Gustavo! Feliz Natal meu querido!

        • @(ND)

          Belo poema , Shimul, seus versos são de belos sentires, "Sou incorrigível...me abasteço de lembranças" assim somos nós ... Amei!

          • Shmuel

            Oh, minha querida amiga, muito grato por seu gentil comentário.
            Abraços,



          Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.