Nelson de Medeiros

EU QUIS TE AMAR SOMENTE...

EU QUIS TE AMAR SOMENTE...

 

Quis escrever a peça que um dia eu sonhei...

No teatro da vida, porém, as cenas que imaginei,

Só se abriram com as cortinas da utopia!

Minha alma é prenhe de ilusões perdidas,

e meu corpo verga em lágrimas sentidas...

Amar-te apenas, era tudo que eu queria!

 

Sei que meus versos são povoados,

de tristes rimas no sofrer vincados...

São amarguras de uma dor infinda!

Minha vida é uma pobre sinfonia,

sem paz, sem felicidade, sem alegria...

Mesmo assim, eu quis te amar, ainda!

 

Nessas noites solitárias, o vento frio gemendo,

eu clamo a falta de teu corpo, de teu calor me aquecendo,

de tua alma a Minh ‘alma desejando!

Hoje eu queria te esquecer, deixar de te amar,

Mas, nas estradas da vida, continuo a te esperar...

Sei que vou morrer te amando!

 

Nelson de Medeiros

Comentários10

  • Anny

    Magnífico versos de amor, sentimentos muito presente em cada palavra escrita. Parabéns, poeta! Muitas outras inspirações como está! Um lindo dia para você!

    • Nelson de Medeiros


      Oi Anny
      Obrigado por teu carinho para com meus versos. Sempre bom ter voce por aqui, viu?
      Abraço;

    • Edla Marinho

      Gosto dos versos de amor, ainda que banhados em lágrimas, assim.
      Poeta, sempre nos oferecendo poemas cheios de emoção, obrigada!
      Tenha um lindo sábado, meu abraço.

    • Zaira Belintani

      Viver de amor, sofrer de amor, morrer de amor. Toda forma de amor é poesia.
      Lindeza de poema!
      Abraços, poeta Nelson!

      • Nelson de Medeiros

        Boa noite poeta
        Agradeço muito a tua presença aqui. Sempre bom ver palavras sinceras, como as tua.
        1 ab

      • Maria dorta

        Cada lágrima caída por desventura amorosa_ verdadeira ou imaginaria_ embeleza_nos a alma ,com um colar de ouro e brilhantes ungida. A dor pode ser tua,mas com alma adornada em poesia,tu a tornas nossa! Aplausos,Nelson!

        • Nelson de Medeiros

          Boa noite poeta.
          Sempre grato por sua interação constante. Isso é muito bom.
          1 ab

        • Dr. Francisco Mello

          Mas bah, poeta... Lindo, fantástico, saudosista e romântico este poema. Mas deixa estar, que se não neste plano, noutro, esta peça se concretizará. E viva a dialética do AMOR, tchê. Baita abraço.

          • Nelson de Medeiros

            Valeu, como sempre, meu amigo, Dr. dos Pampas....

            1 b

          • Rosa Desirré

            Maravilhoso demais
            Parabéns Nelson.

            • Nelson de Medeiros

              Boa noite poeta.
              Obrigado sempre por seus incentivos , sempre.

              1 ab

            • LEIDE FREITAS

              O amor não correspondido é tema
              De inúmeros poemas.
              Esse é lindo!
              Boa noite!

              • Nelson de Medeiros

                Boa noite, poeta Leide
                De fato... E quantos amores assim existem por ai né?
                1 ab

              • Cecilia Merces Vaz Leandro

                Que coisa linda! Versos belos! Parabéns!!!

                • Nelson de Medeiros

                  Bom dia Cecilia,
                  Que enorme prazer ver você novamente postando seus versos e comentando os meus.
                  1 ab

                • Isel

                  Muito profundo, parabéns!
                  Espero poder conhecer alguém tal, que me faça querer morrer amando-a.
                  Boa tarde.

                • Glória Aplugi

                  Lindo poema. Parabens!



                Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.