SANTO VANDINHO

"FINADOS" (Vamos nessa Poetas e Poetisas, Poetar sobre a Defuntadas ou será os vivos? sei lá, pois dizem que "Vivos são os Mortos e Mortos são os Vivos!)


"Diz o Ditado Popular...
(Que Vivos são os Mortos e Mortos são os Vivos)!
Só sei dizer que...
É uma Transformação Insuportável...
Que a Mãe Origem Criou...
Para se castigar, sem um pingo de amor"
(ORAI E VIGIAI)
PAZ E BEM
--------------


Se mortos são os vivos, não sei
Corro da morte que bate à porta
Ainda que seja breve, na íntegra viverei
Prefiro viver que estar morta
Cabe ao criador, o mistério de ida e vinda
Cultuemos os mortos
E celebremos a vida!
Ema Machado


Qual tempo, este? De despertar...?
Qual o intuito dos dias que te passam?
A palavra que estabelece o controle
A distância que configura o irreal?
(Tempos passageiros)
São só passos repetidos?
Apenas lenha pra queimar?
Em nome de todos os santos
Em viver por mais um amanhã.


Hoje é para comemorar
O dia dos falecidos,
Alguns já se foram,
Outros já estão indo,
Para o reino abençoado,
E ninguém ficará perdido,
Sem saber onde ficar,
Pois Deus, há de levar
Todos para o mesmo canto!
Um lugar bonito, com muita natureza,
Borboletas por toda parte,
Cheio de encanto e beleza,
Se vamos todos morrer
Que seja num dia de luz,
Segurando com toda fé,
As mãos do menino Jesus!
Anny, 01/11/2021


Então, dia dois
Depois de primeiro
Dia de "todos os santos"
Aí será feriado
Dia dos Mortos, finados
E o nosso país
Que anda por um tris
À beira da morte financeira
Depois do COVID (A Paradeira)
O povo sofrendo um bocado
A liderança "mal criada"
Claro, enche a pança
E Morre um pouco maus
A esperança de Bom Resultado
E morre o vivo
E vivo jáz Morto
Coitado!
(LUCITA)


Finados
Data do silêncio
Das lembranças
Das saudades
Das lágrimas e tristezas
Mas que nos remete à esperança
Uma dura realidade
Afinal a morte, faz parte da vida
Uma parte doída
Dia de condolências
Dia de aprender mais,
De respeitar quem está do outro lado
De compreender que eles vivem
Em nossas memórias,
Ou quem sabe num mundo paralelo
Que não nos é permitido ver
Apenas sentir
... Em Cristo num lindo Crepúsculo
RESSURGIR.


Meu Pai tem várias moradas, diz o Senhor!
E lá estão todos os que partiram, a nos aguardar.
Pois todos um dia faremos a viagem, vamos embarcar
E para este plano, não voltaremos, só o redentor
voltou, pois é o Deus vivo, mas nós! hoje vivos,
Amanhã mortos, finados! mas nunca esquecidos,
Sempre lembrados. É o que nos resta, a memória
deixada neste mundo, agora calada, fica a saudade,
tristeza, porém, cheia de esperança de uma nova história a ser contada em um novo plano cheio de amor e sonhos.


O ego humano se torna implacável
Quando o prazer, está no outro julgar
Tal juiz, se faz, em si mesmo execrável
Se seus próprios erros não pode enxergar
Quanto ao falecer não há acepção
A terra come o homem mau e o bom
Sentença expressa no livro sagrado;
O justo repousa no seio d'Abraão
O ímpio padece no lago da perdição
Frutos colhidos do que tem plantado
Porém, um aviso, pra todos viventes
Um ultimato do "sábio Rei Salomão":
A terra é o final de todas as gentes
Onde vai o homem também vai o cão
Encerra aqui mesmo a vida material
Todos os planos debaixo dos céus
O orgulho, vaidade, o pecado mortal
Daí para frente, só o juízo de Deus
(Elfrans Silva)


A morte é a passagem para uma nova vida
E quantos deixam de viver pensando no porvir?
Um dia iremos partir e conhecer mistérios
Hoje lembremos de amados que já se foram
E pensemos sobre nossa vida nesse mundo
Será que estamos vivendo nossos sonhos?
Ou nos entregamos totalmente ao acaso?
Muitas experiências só podemos viver aqui
Aproveitemos essa vida até a outra chegar
Lara Machado


Viver e morrer, são os dois lados da moeda chamada VIDA... viver é mais que respirar e morrer também é desencarnar e desapegar de seu corpo, dessa existência... Os mortos continuam vivos... E têm muitos vivos que estão mortos... não choro pelos mortos, choro por muitos que estão vivos e sofrendo...


Coração,máquina humana
Que com outros órgãos
mantém da vida a chama.
Ao morrer,o ser orgânico
ninguém deve entrar em Pânico
Todos os nossos componentes
Devem ter alguma destinação.
Mas,ninguém sabe onde irão.
Os órgãos tocam em conjunto
Bela sinfonia divina
A morte é mistério,desatina.
A vida sempre é celebração.
A morte é descanso, elevação
Os mortos nos deixam lições.
Maria Dorta


Há pessoas que estão vivas por fora
Há pessoas que por dentro estão mortas
Há pessoas que vivem intensamente cada momento
Há pessoas que andam ao sabor do vento
Que ao meu lado, Deus seja um santo
Que dê o eterno descanso
A todos aqueles que não puderam fazer um balanço da sua vida
A todos aqueles que partiram antes de tempo
Que deixaram sonhos e fantasias para trás
Que deixaram sonhos e fantasias por realizar
Há pessoas que não conseguem ser elas próprias
Fingem quando estão a rezar o terço de, nossa senhora de Fátima!
Há pessoas que são hipócritas
Só vão ao cemitério visitar os seus entes queridos no dia 1 de Novembro!
Há pessoas que andam de cabeça erguida
Há pessoas que desafiam assim, a vida
Há pessoas que sobrevivem à morte
Mesmo antes de entrarem na morgue
Eu sou mais do tipo
O tempo é meu amigo
Eu sou mais do tipo
Ele espera por mim o tempo que for preciso
Eu sou mais do tipo
Se vires ao fundo da rua, algum espírito
Não é o meu, esse já partiu
Foi para o paraíso
Nunca mais ninguém o viu
Nunca mais ninguém mais o sentiu
Eu sei que tens por ele um amor doentio
Eu sei que achas que tem o mesmo feitio
Mas não, tu andas à Torreira do sol
Ele anda à chuva e ao frio
Sem ter ninguém que o console
Há pessoas que estão vivas por fora
Há pessoas que por dentro estão mortas
Nem fria nem quente
Quero água morna
Um meio-termo,
Nem bonito, nem feio
Nem gordo nem magro,
Apenas em forma
Como todo mundo adora
Como eu adoro
Como quando choras
Porque eu demoro
Em chegar a horas
De reacender a chama
Acender o fósforo
Colocar as flores
Dentro do jarro
Um jarro de grande valor
Ao qual eu me amarro
Demonstrando todo meu amor
Com minhas delicadas mãos
Mãos no barro dão vida
Crio várias figuras
Algumas já esquecidas
Outras nem tanto
Estão no meu pensamento
Há pessoas mortas por dentro
Há pessoas vivas por fora
No dia de todos os santos
Que devia ser todos os dias
Com paz e amor
Sem tirar nem pôr


Se a morte é uma passagem
Ou uma viagem para um outro plano,
Eu não sei! mas a vida, como um cano
Que todos passam, tem um fim
Ou uma abertura para um novo começo.
o problema é que ninguém conhece o novo endereço!
E o desconhecido, aos olhos humanos, provoca medo,
Então viva o hoje como o único é o meu conselho!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.