Nelson de Medeiros

MEU VERSO FEIO.

MEU VERSO FEIO.

 

São tristes os meus versos... São feios!

São talhados com letras de granito

Pois quero conservá-los no infinito,

Gravar eternamente os meus anseios!

 

Tristes, feios, mas com destino estrito:

Tu! Buscar-te e amar-te sem receios!

Ter-te outra vez sem cerceios, sem freios,

Juntos fitar o céu que agora eu fito!

 

Mas, tenho cá um lindo verso raro,

De rima rica e de solfejo caro

E que bem metrificado tudo diz!

 

Amo-te muito e pouco te amei,

A ao dizer-te o amor que inda não dei,

Também direi o verso que te fiz!

 

Nelson de Medeiros

C.Itapemirim, 07.09.2021

 

Comentários5

  • Hébron

    Observei o título e fiquei instigado à leitura, afinal, verso feio neste espaço seu seria algo inesperado.
    Foi pegadinha sua, Nelson?
    Não tive surpresa, belo poema!
    Abraço

    • Nelson de Medeiros

      Boa tarde amigo.
      Valeu tua presença como sempre
      1 ab

    • alana

      que versos lindos

      • Nelson de Medeiros

        Boa tarde poeta.
        Obrigado por tua presença e incentivo.
        1 ab

      • Cecilia

        Feios, Nelson? Muito corretos e bonitos. Feios foi uma rima conveniente que acrescentou originalidade ao poema. Bravo!

        • Nelson de Medeiros

          Boa tarde poeta.
          Que gratificante vê-la a ler meus versos...
          1 ab

        • Edla Marinho

          Boa tarde, poeta Nelson.
          Se você conseguisse escrever um verso feio eu ficaria admirada e desistiria de escrever meus versinhos. Como disse o Hébron,, era uma pegadinha? Se era, não " colou".
          Os versos são lindos!
          Tenha uma linda noite de paz, meu abraço!

          • Nelson de Medeiros

            Bom dia poeta.
            Obrigado pela consieração

            1ab

          • Zaira Belintani

            É bonito seu verso feio. Os outros vão-se unindo, construíndo, se transformando até se consolidarem no final, como numa linda metamorfose poética.
            Gostei muito.
            Abraços, Nelson!

            • Nelson de Medeiros

              Bom dia peota.
              Obrigado pela enorme consideração.
              1 ab



            Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.