Jessica de Oliveira

DESENGANO


Aviso de ausência de Jessica de Oliveira
NO

Andava tão distraída quando te encontrei

Que nem sei se tu também me encontrou

Mas me encantei com seus olhos

Oh vida! – Que glória, pensei.

O tempo foi passando e tudo foi mudando

Olhos não mais doces, amargos.

Fora da lei, fracasso.

Percebi então o erro que havia cometido

Por achar que te amava demais

Mais que a mim mesma.

Mas aquilo não era amor

Amor não é assim

Amor não sufoca

Amor não é ruim.

Muitos enganos foram cometidos

Porém se não fossem esses enganos

Hoje não saberia tudo o que sei.

O aprendizado se tira pelos erros

Errei, aprendi. Aprendi, errei.

Porque no amor é assim

Quanto mais se sabe

Mais se complica.

Comentários3

  • Nelson de Medeiros

    Menina, tu és uma poetisa de mão cheia. Tua inspiração aflora sentimentos, revive lembranças, ensina ...

    1 abraço poeta.

  • CORASSIS

    O amor ensina , e às vezes aprendemos !
    belo poema ,parabéns , abraço.

  • Barbara Guimaraes

    Parabéns! Coisa linda! Aprendendo com uma menina! Amei!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.