Harpyja

Religare



Entre negros vitimistas e brancos racistas

eu prefiro gente que entende que tudo é ponto de vista.

Entre cristão dogmático e ateu pragmático

eu prefiro gente que entende que tudo é esquema tático.

Entre fatos reais e ideias originais

prefiro que andemos certo do que agirmos como animais.

Nos drogamos todos os dias e livres da hipocrisia

só queremos o que alivia nossas dores ancestrais.

 

Não é sobre ter talento, nem habilidade,

na realidade, nada haver com ter vantagens.

E o que move o mundo nem é o dinheiro,

é a sensação de prazer que ele promove o tempo inteiro.

Estamos perdidos entre nossas opiniões,

os pensamentos se completam mas somos tão egoístas...

Não vemos que nas nossas próprias mentes tem grilhões

que escravizam o querer e nos transforma em pessimistas.

 

Eu acredito que religião é um monte de regras

que tenta conduzir às cegas um monte de gente cega.

A fé viva que me rega não deixa eu seguir às cegas,

acende a luz na caverna, e surpreende Platão.

E então, pra mim, isso é ética; amor ao próximo é a métrica

e nem precisa de técnica, ou de mais explicação.

Devia ser assim com a política mas já tem tanta crítica

que uma opinião artística nem gera visualização.

Comentários5

  • lucita

    De certo que religião não salva.
    Quem abriu a porta pra salvação foi Jesus!
    Bem colocada sua visão, filha!

    • Harpyja

      Obrigada mamãe. Seu comentário aquece minha alma. Te amo

    • Maria dorta

      Poema sensível,com denúncias adequadas. Tens muita qualidade artísticas. Chapéu!

      • Harpyja

        Obrigada grande poeta, fico feliz com a sua atenção e carinho. Abraços.

      • CORASSIS

        Filha de peixe peixinho é! rsrs

        "e nem precisa de técnica, ou de mais explicação.

        Devia ser assim com a política mas já tem tanta crítica"

        que uma opinião artística nem gera visualização."
        Muito talento ! parabéns
        abraço.

      • Ema Machado

        Menina! "O amor ao próximo é a métrica" Aplausos para você! Grande abraço,

      • PB Almeida

        Incrivel, pensamento afiado. Parabéns!



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.