Kermerson Dias

Meu amor puro

Minha flor-de-lis

Não, não é o fim do nosso amor

Em cada sonho meu

Eu te devoro, cada pétala

Num sonho, numa sina.

 

E te levo à linha do Equador

Te protejo como Samurai

Você, meu ouro de mina

Meu bem querer.

 

Amanhã, outro dia

Há de ser e assim será

O sol nascerá amarelinho

Para brilhar o coração azul

Com o seu beijo lilás

Num oceano todo nosso

chamado Amor.

Comentários3

  • Maria dorta

    Bravo,! O amor sempre sobressai!

  • Edla Marinho

    Ah! O amor ditando rimas!! Muito terno.
    Meu abraço

  • Cecilia

    Kermerson, gostei muito desse amor natural, colorido, vibrante. Abraço.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.