Zaira Belintani

Ilusão

Toda ilusão perdida

é um pedaço de vida 

que se aparta da gente.

 

Toda chama de esparança

é uma vida criança

a renascer de repente.

 

Como um horizonte aberto

de um novo mundo desperto

onde germina a semente.

 

Toda ilusão é aurora

é dia em que chega a hora

de viver eternamente.

  

Arquivo/ 1987

 

Comentários5

  • Ary Bueno [ O Príncipe dos poemas e do amor]

    Lindo poema, gostoso de ler, e que revela uma alma pura, que transporta o leitor para o mundo de sonho. Grande abraço. Me leia se puder , será um prazer te receber no meu espaço.

    • Zaira Belintani

      Leio todos os seus poemas, Ary Bueno,
      eles prendem minha atenção pela forma perfeita como
      você os compõe.
      Grata pelo comentário e tenha uma boa noite!

      • Ary Bueno [ O Príncipe dos poemas e do amor]

        Obrigado, és muito gentil. Tenhas um lindo fim de semana. Abç.

      • Helio Valim

        Parabéns Zaira. Belo e singelo poema. Remete à época de muita esperança. Um abraço.

        • Zaira Belintani

          Verdade. Época de esperança.
          Abraços, poeta.

        • Hébron

          Um poema leve, suave e lindíssimo!
          Gostei demais, poetisa.
          Abraço

        • Shmuel

          Zaira Belintani, sua ilusão é dócil. Detalhe está jóia é de um arquivo de 87. Vamos fuçar neste baú que sai mais coisas lindas.
          Boa noite, poeta.

        • Zaira Belintani

          Vamos mesmo, Shimul!
          Tem poemas leves e outros tristes.
          Aos poucos vamos revelando nosso coração. Porque naquela época era colocado no papel os próprios sentimentos vividos.
          Tenha um ótimo fim de semana!



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.