Maria dorta

Espelho

Certamente este espelho tem defeito,

Ou a luz está imperfeita

Não tenho essas rugas feitas

Olho caído? Queixo desfeito?

Não são meus! Não os aceito!

A juventude ainda não se foi.

Mas de quem é  esse rosto imperfeito?

Meu não é ! Não tenho tantos defeitos

Nem posso ter aspeto provecto.

Minha idade não aparento. Que desfeita!

Aconselho -te menino ,se queres me conquistar.

Comece a te cuidar com muita dedicação. 

Exercícios ajuda vida longa ganhar

Ventre bem definido,músculos firmes

Tudo isso deves ter. O coração que me destes...

Novo ou velho não terá  devolução

Ele agora me pertence sem remissão.

Dele cuidarei com amor e dedicação.

O meu e o teu dormirao no mesmo caixão. 

 

Maria Dorta  26.10.2020

 

 

h

 

 

 

Comentários11

  • santidarko

    Compartilho, as mesmas aflições e indignações 🙂

    • Maria dorta

      Grata pela leitura e observações. Enquanto isso brindemos à vida com gula e emoção!

    • Helio Valim

      Parabéns Maria Dorta. Poesia francamente questionadora e assertiva, "agora me pertence sem remissão", como deve ser! Um grande abraço.

      • Maria dorta

        Grata pelos gentis comentários. Viver é brincar, brincar de viver. Isso da' prazer.

      • Shmuel

        Grande poeta, Maria Dorta, o espelho é só realidade ligeiramente distorcida.
        Abraços, e continue nos presenteando com estes belos feitos poéticos.

      • Maria dorta

        Muito gentil Shimul grata pelos aplausos. Vou aceitar! A vida é brincar,deixar rolar ,aproveitar. Vamos poetar!

      • Priscila.Ribeiro

        Somos todos feitos de um mesmo coração. Lindo poema, boa reflexão!!

      • Maria dorta

        Grata pela leitura poetisa. Fica sempre uma lição!

      • Ary Bueno [ O Príncipe dos poemas e do amor]

        Lindo poema, os espelhos distorcem as imagens, e refletem o contrario, portanto não leve em consideração o que se vê, o importante é aquela imagem que não vemos, que nunca envelhece, não precisa maquiagem , pois éla irradia apenas o que muitos não enxergam, que é a nossa alma, o nosso coração, a nossa luz, isto são coisas de uma beleza que poucos podem ver, sentir, ou imaginar. E isto nós os poetas e poetisas, temos sensibilidade bastante para enxergar . E por teus poemas, jovenzinha, vejo que sua alma é bela. Portanto, quebre este espelho, e olhe para dentro de si e veja que é verdade o que digo. Grande abraço

      • Maria dorta

        Grata pelos conselhos. Você me sensibiliza. Abraço espelhado!

      • Hébron

        Maria dorta, sempre primorosa...

      • Maria dorta

        E você sempre magnânimo! Grata!

      • lucita

        Gostei...
        Simplesmente gostei de ler...
        Obrigada pela partilha!



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.