Maximiliano Skol

O MEU CAFÉ


Aviso de ausência de Maximiliano Skol
NO

O meu café me dá certa euforia

Que me desperta a alma e o pensamento,

Certamente, comigo é companhia

Por eufórico ter-me algum momento.

 

Por natureza sou sem alegria,

Com hábito, também, que é meu tormento

De perdurar tendente à disforia

Com humor bipolar, sem tratamento.

 

O meu café redime a minha paz,

Refortalece a minha autoestima,

Não me importa a gastrite que me traz,

 

Porque tomo antiácido por cima.

E desse jeito evito o  ser blasé

Aproveitando o dom do meu café.

Tangará, 30/09/2019.

 

 

 

 

 

 

  • Autor: Maximiliano Skol (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 13 de Setembro de 2020 02:15
  • Categoria: Humor
  • Visualizações:
  • Usuário favorito deste poema:
  • Vinicius Paiva.

Comentários2

  • Helder Duarte

    Muito bom, mesmo! Abraço!

    • Maximiliano Skol

      Helder, muito obrigado pela sua apreciação de O Meu Café. Que você encontre boa evolução com o Prolopa. E, também, com um cafezinho contra a tristeza implícita na sua enfermidade.
      Um abraço.

    • Vinicius Paiva

      Achei muito bom! Parabéns, poeta! Forte abraço



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.