Francy Valente

Como tudo começou

Foi quando aquela menina

- Que amava as melodias

E o som do violão

Assim como a harmonia

E as rimas das canções -

Descobriu um outro amor:

Ensinar o que sabia

Para as novas gerações

 

Mesmo antes de encerrar

Seus estudos, e encontrar

O lugar em que haveria

de seu dom eternizar,

Já ensinava, sem saber

Todo o bem que ia fazer

 

Foi então que se formou

E o espaço educativo

Em sua vida incorporou

E na sua trajetória,

Quer Ciências ou História

Fossem letras ou fonemas

Cada ano que passava

Mais canções colecionava

Que nasciam de poemas

 

Foi assim que a menina

Descobriu que escrever

Era o que tanto amava

Cada detalhe da vida

Toda beleza escondida

Nas canções, nas poesias

Ela então eternizava

Comentários2

  • Ary Bueno [ O Príncipe dos poemas e do amor]

    Parabéns, gostei do poema, e te digo, meu sonho é um dia aprender tocar violão, pois gosto de cantar por sinal mal também , e realmente os poemas que escrevemos, nos eternizam, nos coloca de bem com a vida, e espero que continues sempre a escrever coisas lindas como este poema que li , E que sua vida seja pautada por ensinar, e sempre dividir teu saber, pois ao plantar esta semente para alguém, com certeza nunca será esquecida, e Deus te provará isto. Se puder visite meu espaço, leia e comente meus modestos escritos, pois será de muita valia parfa mim. Abçs.

  • Poesia, Eu Sou iamai

    Adorei seu poema!!
    A vida é bela!

    Espero que continue.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.