Janderson Shady

Desapego

Amei.

E me sinto estranho ao pensar que já fui apaixonado por alguém.

Colocava-a num pedestal e não desejava outra mulher,

“Somente ela” eu pensava e suspirava.

Ainda lembro dos momentos ,porém não os concebo com sentimentos,

apenas carinho ou estranheza.

Como uma pessoa ordinária hoje era extraordinária antes?

Agora me vejo saindo com outras mulheres com casualidade.

Contrato garotas para me satisfazer , me envolvo em seus corpos.

Eu pago , elas recebem e o sorriso delas vem à tona , a intimidade é liberada.

Uma hora com beijos, conversas e momentos intensos.

Término do serviço, o sorriso cessa, não sinto nada.

Não quero sentir nada.

E para mim , está tudo bem.

 

  • Autor: Janderson Shady (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 18 de Setembro de 2022 23:25
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações:

Comentários2

  • Maria dorta

    Tudo indica jovem poeta que a desilusão do amor que,deves saber, é uma bolha de sabão, te deixou meio anestesiado e neste estado o ser humano perde a visão correta das coisas. Sexo comprado,faz o ser aviltar o outro e se aviltar tbem. No final,só há sabor de fel. Pense e repense e jogue_ se nos braços da poesia. Ela é mais sadia e te alça ao céu mais do que um orgasmo comprado.

    • Janderson Shady

      Eternamente grato pelos seus comentários Maria Dorta. Prosar é algo que me deixa jubiloso. Este não é nada romanesco mas é real e honesto. Gosto de transpor o que vivo. Guardarei teu conselho com maior carinho .

    • LEIDE FREITAS

      Como uma pessoa ordinária hoje era extraordinária antes?

      Era porque vias com os olhos do AMOR. Quando tudo passa voltamos ao normal. Agora é se permitir e viver novas experiências.

      Boa noite e até breve, poeta Janderson!



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.