LEIDE FREITAS

O HOMEM DOS SONHOS!

O HOMEM DOS SONHOS!

 

Nesta manhã acordei um pouco agitada, desapontada e mais triste que os outros dias. O homem dos sonhos não veio como prometeu. E eu desejei tanto, tanto!   

Pensava: _ Como poderia sumir assim! Foi tudo tão real. Os beijos sedentos de paixão. Os olhares fixos, no melhor estilo, olhos nos olhos. Inconformada voltei para cama, abracei o travesseiro, fechei os olhos e me entreguei as mais doces lembranças. Como queria ele aqui, me beijando com sua boca gostosa e quente.

De súbito, uma brisa agradável invadiu o quarto, enquanto uma bela borboleta de um azul acentuado, quase indescritível, se exibia, pousando na janela. 

Pensei: _ Ele está aqui comigo!

Fecho os olhos e agora posso, finalmente, sentir seus lábios tocando os meus. Suas mãos firmes acariciam meus seios e mamilos, com destreza desliza a língua macia de barriguinha abaixo e sutilmente toca meu umbigo. Neste exato momento ele poliniza as pétalas da minha orquídea em chamas. Minha rosa tenra, tensa e cheia de desejos é sugada gulosamente por sua boca. Deliro de prazer e tenho orgasmos múltiplos. Por um longo tempo ele beija minha rosa viçosa e orvalhada. A saliva que brota da sua boca tem sabor de amora silvestre. Verifico isso, após beijar seus lábios afogueados. Não resisto, mamo faminta em sua cana espessa e de considerável proporção, eu mesma a introduzo, ávida, na minha boca quente. Estou à deriva deste prazer! 

   _ Como pode? Estou satisfeita e ainda tenho desejo de sentir o seu belo antúrio em mim. Fico sentada à beira da cama, fecho os olhos e…

Sinto penetrando em minha boca, o caule robusto do homem dos sonhos, como se não houvesse amanhã, sorvo esse tronco vivo e pulsante.

Peço em pensamentos: _ Deguste a minha rosa-rubra, meu amor, meu homem lindo, por favor.

Ele sorri, percebo, e em um movimento quase imperceptível aos olhos, balança a cabeça negativamente. Com suas mãos fortes me ajeita devagarinho na cama. Fico empinadinha e nesta posição, ele contempla minha orquídea e o lótus escarlate. Depois brinca incansavelmente, deixando ambos molhados de prazer, ao mesmo tempo que beija e alisa com as pontas dos dedos. Acho estranho, mas o tesão compensa tudo. Corpo suado, coração acelerado, estou quase em transe. De repente, sinto o hibisco dele entrando fundo na minha orquídea. É o início de novas peripécias orgásmicas.

Penso: _ Cara, é tudo tão real! Vivo nitidamente este momento lindo e apimentado. 

Observo que minha orquídea guarda ainda dentro dela seu antúrio tesudo, vejo entrar e sair de dentro de mim. Minha rosa e meu lótus acerejado, se contraem de tesão, piscam literalmente, meu sumo viscoso lubrifica todo seu caule. Eu me contorço de tanto prazer, enquanto ele me possui, de quatro, e ainda consegue alisar os biquinhos dos meus mamilos que estão entumecidos.

_ Me ame! Me ame muito! Implorei. Coma essa flor que é sua. Não pare meu homem, eu te quero tanto. Ame essa mulher que te deseja.

Eu estou alucinada por ele. O homem dos sonhos. Me dei conta que realmente falava isso, sozinha. Tudo era fruto da minha fértil imaginação. 

Refleti: _ Como é estranho tudo isto! Será que estou delirando? Se for, como é bom!

Um jato aquecido jorrou do antúrio dele e muita seiva penetrou na orquídea e no lótus carmim, escorrendo entre as minhas pernas, depois nos meus peitos e boca. Pronto, estou polinizada e plenamente realizada. Parece um sonho, e na verdade é. Minha orquídea e o lótus rubro ora se abrem, ora se escancaram de tanto tesão, mesmo depois de seivar muito. O homem dos sonhos mantem seu hibisco dentro de mim. Eu gosto, e como gata no telhado, em noite de lua cheia, ronrono de tesão e satisfação.

Em seguida, mais calma e realizada, penso: _ Que viagem fantástica é essa!

Há gozo no lençol que faz exalar um sabor de frutas exóticas, que entra na boca e me inebria. Por vezes um aroma de ervas finas se espalha por todo quarto. A borboleta continua a se exibir na janela, parece dizer adeus.

Vou até o banheiro e tomo um longo banho morno. Mas aquela brisa mágica com seu odor indescritível não sai das minhas narinas e do ambiente. Falo baixinho:

_ Como pode! Estou gostando de alguém que só existe em meus pensamentos. Que devaneios malucos e maravilhosos são estes? Tenho minhas coisas para fazer. Minha vida tem que seguir em frente: trabalho, casa, filhos, marido, amigos…

Fecho calmamente a porta do quarto e digo baixinho: 

_ Eu te quero muito, homem dos sonhos. Promete que voltará outras vezes para me fazer feliz?

 

Obs: Hibisco, antúrios, etc. Gênero masculino, as flores, gênero feminino.

 

  • Autor: LEIDE FREITAS (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 6 de Setembro de 2022 13:51
  • Comentário do autor sobre o poema: Este conto é um desafio proposto por um coletivo de escrita. Não sou boa nessas coisas. Gostaria que os poetas daqui do MLP lessem e opinassem se ficou bom o suficiente para ser publicado em uma revista digital. Ficarei imensamente grata. Obrigada!
  • Categoria: Conto
  • Visualizações:
  • Usuários favoritos deste poema:
  • DAN GUSTAVO, Shmuel, Vilmar Pereira, luamar.

Comentários12

  • DAN GUSTAVO

    Leidinha...?! Que coisa deliciosa... que conto! É claro que cê tem que publicar lá na tal revista! Não deixa esse povo de lá sem essa delícia não! Esse seu íncubos que na forma de uma linda borboleta se manifestou nesse amante, nesse rompante de prazer... lhe propiciou tais momentos tão pornograficamente alucinantes, mas sem perder a ternura e o mais importante, a poesia! Apesar de tão 'tabuzento', esses nossos lindos momentos de masturbação, sua intimidade, o desejo que os move, a realização (quando se sacia) ... isso tudo também é poesia e em seu estado mais sublime! Pode publicar lá na revista sim! E desejo-lhe sucesso, minha irmã em letras! Uma boa tarde e parabéns!

    • LEIDE FREITAS

      Caro poeta Dan Gustavo, obrigada pela gentileza de ler, apreciar e comentar meu primeiro conto nessa vibe. Fiquei em dúvidas se realmente estava bom o suficiente. Gratidão.

      Boa noite e até breve!

      • LEIDE FREITAS

        Obrigada por favoritar meu conto.
        Boa noite e até breve!

      • Shmuel

        Ficou excelente nobre poeta Leide Freitas! Conseguiu fazer uma narrativa forte de uma intimidade tamanha, sem perder o conteúdo poético. Publique sim! Um belo trabalho!
        Parabéns!

        • LEIDE FREITAS

          Caro poeta Shmuel, obrigada por tua leitura, apreciação. És sempre muito gentil em teus comentários, mas vou acreditar que realmente estar bom.

          Boa noite e até breve!

          • LEIDE FREITAS

            Obrigada por favoritar meu conto.

            Boa noite e até logo!

          • Vilmar Pereira

            Leide Freitas, o seu conto erótico ficou muito lindo e excepcional! E acho que muitos homens e mulheres queriam estarem nesse sonho deleitoso. Se eu fosse o editor dessa revista publicaria correndo... Pois o seu conto como obra literária, mesmo se fosse eu:o papa aprovaria totalmente, pois as mulheres podem muito bem ter o seu prazer sexual plenos e sem tabus. Só com uma observação que sou contra a libertinagem e o adultério muito praticado pela sociedade moderna.
            Parabéns, um abraço e tenha uma boa noite!

            • LEIDE FREITAS

              Caro poeta Vilmar Pereira, obrigada por tua gentileza de ler, apreciar e comentar meu primeiro conto. Estava realmente reticente se poderia ou não publicar, mas se um poeta aprova é porque a linguagem ficou leve. Gratidão por teu comentário.

              Boa noite e até breve!

              • LEIDE FREITAS

                Obrigada por favoritar meu conto.

                Boa noite e até breve!

              • Antonio Olivio

                Fantástica descrição, com uma linguagem bastante peculiar , que diz o erotismo que precisa ser dito para explicitar a quentura do tesao e imaginação alucinante e diz com uma ternura e beleza , sem iguais.
                Parabéns Leide!! Pode publicar sim, que ficou muito bom o seu conto.

                • LEIDE FREITAS

                  Caro poeta Antonio Olivio, fico realmente feliz com tua opinião sobre meu conto. Todos os poetas que aqui comentaram acham que devo publicar. Obrigada por tua leitura e apreciação.

                  Boa noite e até breve!

                • Maria dorta

                  Seu conto é de uma realidade estonteante, usando metáforas florais chega a perturbar os leitoras e enrubescer as pudibundas, tímidas enrustidas. Teve muita coragem em tratar um tema que poucas mulheres teriam coragem de externar. Parabéns pela coragem e por que não publicar?. O tema foi tratado com feminina sensualidade.

                  • LEIDE FREITAS

                    Cara poeta Maria Dorta estou lisonjeada com sua leitura, apreciação e comentário.
                    Fiquei muito insegura porque é um assunto íntimo e delicado, tentei suavizar o máximo possível. Gratidão.

                    Boa noite e até breve!

                  • luamar

                    Belo conto erótico!
                    Trata de um assunto delicado, mas conseguiu amenizar o impacto do explícito, substituindo por flores e outras plantas falicas e as que remetem ao sexo feminino. Adorei ler! Teremos continuação?

                    • LEIDE FREITAS

                      Obrigada! Como diz a nobre poeta Maria Dorta foi um exercício poético muito difícil e delicado, mas de acordo com os comentários dos nobres poetas que aqui deixaram ficou bom...quem sabe eu talvez me arrisque em uma possível continuação.

                      Boa noite e até breve!

                      • LEIDE FREITAS

                        Obrigada por favoritar meu conto.

                        Boa noite e até breve!

                      • Geralda Maria Pinheiro Figueiredo Pithon

                        Lindo conto erótico....parabéns amiga poeta!
                        Sucesso na sua publicação....está magnífico!
                        Boa sorte!

                        • LEIDE FREITAS

                          Cara poeta Geralda Figueiredo, obrigada por tua leitura, apreciação e comentário. Fico lisonjeada com tua opinião.

                          Boa noite e até breve!

                        • @(ND)

                          Vale publicar , sim , Poeta Leide Freitas, bela narrativa, gostei de ler, segura o leitor com vontade. Parabéns! Ótima quinta-feira!

                          • LEIDE FREITAS

                            Obrigada por tua leitura e generosidade em comentar. Eu estava em dúvida, mas com a força que recebi dos poetas daqui, acho que vou publicar sim. Gratidão.

                            Boa tarde e até breve!

                          • Shmuel

                            • LEIDE FREITAS

                              Boa noite, caro poeta Shmuel!

                              • Shmuel

                                Boa noite linda poeta, Leide Freitas.

                              • LEIDE FREITAS

                                Quero agradecer a todos os poetas que comentaram este conto, assim, tive a certeza de que está numa linguagem bonita e que posso publicar sem medo de ser criticada. Obrigada, de coração pela leitura e incentivo. Obrigada de coração aos poetas que favoritaram e também aos que somente visualizaram.

                                Boa noite, caros poetas e excelente semana!

                              • PB Almeida

                                Ficou maravilho, muito bem escrito, parabéns!

                                • LEIDE FREITAS

                                  Obrigada por tua leitura e apreciação.

                                  Boa noite e até breve, poeta PB Almeida

                                • Shmuel

                                  Parabéns, Leide Freitas, quase 80 visualizações.

                                  • LEIDE FREITAS

                                    Obrigada! Realmente foi uma agradável surpresa que tantos lidos o conto. Só tenho que agradecer a todos os leitores. Muitíssimo obrigada.

                                    Boa tarde, queridos poetas do MLP e excelente semana!



                                  Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.