Rebeca Costa

Som de ventania

Espero que quando a brisa soprar o meu rosto

Em um vento constante

Não haja em mim tristeza ou desgosto

Mas sim uma expressão satisfeita e brilhante.

 

Quero pedir para que o vento venha

E quero sentí-lo levando embora minhas preocupações

Espero que nada intervenha

Quando a brisa fizer eu refletir sobre minhas ações.

 

Desta vida não quero carregar arrependimento

Muito menos carregar alguma dor 

Quero só sentir a paz que vem com o vento

Quero carregar em mim só o amor.

 

Está ouvindo?

É alívio e calmaria

Acho que a brisa está vindo

É som de ventania.

  • Autor: Rebeca Costa (Offline Offline)
  • Publicado: 11 de Julho de 2022 14:48
  • Categoria: Reflex√£o
  • Visualizações:

Comentários1



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.