Vilmar Pereira

Sacada


Aviso de ausência de Vilmar Pereira
Viagem para romaria de Andrequicé de carro de boi

 Não  tenho nenhum estratagema       para poder alcançar o universo           que fica muito distante da minha   estrada.                                                   Não tenho nenhuma barganha ou   gema                                                       para poder pagar para lapidar o   verso                                                       que vem dormir na minha sacada.     E, entre um e outro problema             busco, no fundo do lado inverso,     o primeiro degrau da minha   escada...                                                 E, para não me tornar um fanático,   ignoro o embate de ideal     controverso                                         para não cair na mais tola   discussão.                                               E, para ser um pouco lunático,           viajo por um destino disperso             para encontrar a minha ébria   condição.                                                 E por isso, por onde vou tentar   compor,                                                   sempre vou estar num canto   sozinho                                                   para não desencantar ninguém;         porque, sinceramente meu amor,       não sei o rumo certo do caminho       que vai dar no paraíso do além!...

Comentários2

  • Lilian Fátima

    Por vezes, nos perdemos de tudo e de todos, e o rumo certo pode vir num piscar de olhos, de momento. Felicitações

    • Vilmar Pereira

      Muito obrigado pela sua leitura, apreciação e interação. Às vezes precisamos de um momento só nosso intimamente. E os poetas principalmente, talvez, são mais criativos na solidão. Um abraço e tenha um bom dia!

    • LEIDE FREITAS

      E por isso, por onde vou tentar compor, sempre vou estar num canto sozinho para não desencantar ninguém; porque, sinceramente meu amor, não sei o rumo certo do caminho que vai dar no paraíso do além!...

      Perfeito!
      Boa tarde e até breve!

      • Vilmar Pereira

        Muito obrigado pela sua interação que enriqueceu muito o meu poema. Um abraço querida Leide Freitas. Boa tarde e boa noite e até breve!



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.