Maria dorta

Amor estrangeiro

Estávamos buscando um amor,

amor maduro, sério,sem temor

 Já tínhamos camadas de vidas,

nossos mistérios e dúvidas.

Medrosamente nos levando a sério,

Escancaravamos os desejos

Guardav'amos  nossos segredos!

Assim a medo uma aventura começamos.

Aquela velha como o mundo;

Achar um par certo ,nos acoplar.

E, sem pejo,conjugar o verbo amar.

Éramos dois estrangeiros a vagar,

Tentando se entender, começar... 

No olhar,carinhos tecer e beijar,

Desejos extravazar, segredar.

Corpos nus a se desvendar,se doar.

Difícil era nos compreender,

Sem precisar legendas usar!

 

Maria Dorta 07_03_2022

 

 

  • Autor: Maria dorta (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 7 de Março de 2022 13:09
  • Comentário do autor sobre o poema: A vida e seus mistérios,com ela vamos aprendendo e amadurecendo.
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 37

Comentários3

  • DAN GUSTAVO

    Essa é a grande aventura de se viver um amor...! E o 'risco' nessa linda odisseia é o de acabar descobrindo que esse é o seu grande amor! Vale o risco! Lindo, Dorta! Uma boa tarde!

    • Maria dorta

      Gratidão pelas tuas palavras. És um incentivador nato.

    • Menino e a Lua

      Lindo Poema ! Parabéns amiga!

      • Maria dorta

        Que grata e maravilhosa surpresa,Menino! Quanta falta você fez aqui! Tua volta é um prêmio! Bem-vindo!

        • Menino e a Lua

          Volto, não consigo ficar sem essas linhas que tanto amamos rs

        • 1 comentário mais

        • LEIDE FREITAS

          Adorei o poema. O amor é sempre um estrangeiro que chega sem avisar.
          Boa tarde e excelente semana!

          • Maria dorta

            Gratidão pela tua leitura e arguta observação. Amei!



          Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.