Bruno Garcia Santana

Fabricante de palavras

Palavras antes não ditas, 

mas ditas por distração, 

palavras quê ferem, machucam, 

palavras de baixo calão, 

quando for fazer palavras, 

seja como um artesão,

esculpa-as com esmero,

incremente com paixão, 

distribua então com cuidado, 

para serem como presentes,

desembrulhados pelos ouvidos de quem as recebe. 

Quando for falar pense, 

mas pense com carinho. 

para que suas palavras, 

sejam como rosas,

e não como espinhos. 

 

Por: Bruno Garcia Santana

 

 

Comentários3

  • Cecilia

    Bruno. Gostei muito. Fui á sua página. Curti seus 32 poemas, porque, em cada um, abri "aquele sorriso, grato e surpreso" Você não repete idéias, sentimentos, opiniões. Cada poema é novo, e nele você está inteiro. Obrigada!

    • Bruno Garcia Santana

      Grato pelo prestígio, Cecília! Muito feliz pelo sru feedback!

    • Andrea G.

      Muito bom! Parabéns!

    • Mônica

      Belíssimo poema!
      Chegam como rosas!!
      Parabéns!



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.