Claudio Reis

AMOR DE AMIZADE

Era noite de verão sob céu estrelado
Brisa que sopra do mar trazendo frescor
Flor que acabara de desabrochar no jardim
O doce sabor do mel na boca derramado 
Parecia ser fórmula secreta de alquimia
Daquelas que transformam chumbo em ouro
Retiram da vida a tristeza devolvendo a alegria

Os cantos vazios do coração se preenchiam
Revestido ele ficava de um carinho angelical
Pulsava suave e lento para sentir mais o amor
Sentimento inusitado! noite e dia se fundiam
E com o bem querer,  fundia-se a admiração 
Éramos puro respeito, um pelo outro protegido
Amizade preparada para o encontro de almas
Uma estória pra se amarem com toda emoção 

Nos campos floridos sorrindo caminhamos
No raiar do Sol ouvimos o canto dos passaros
No imaginário dançamos valsa naquela noite chuvosa
Enquanto por aqui esteve, despimo-nos da fria materia
Fiz-me seu poeta p'ra ver-te de mim orgulhosa
Consigo cantei, dei nome as estrelas p'ra ve-la feliz
Agora de ti guardo as lembranças! Partiu amor, amiga saudosa.
Cláudio Reis

Comentários2

  • (Neiva Dirceu)

    que lindo Claudio Reis, linda amizade vivida com intensidade! Amei ler-te! Feliz Natal!

  • Claudio Reis

    Neiva querida amiga!
    Sim! Lindo nós versos e na saudade também!
    Um sentimento único de amor que me toma sempre ao lembrar dessa amizade.

    Gratidão pela consideração!
    Siga feliz.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.