Naiara B

Não tem mais a outra pessoa.

Você vai procurar o "por quê",

mesmo que, na verdade, a 

resposta não venha a mudar nada.

Vai ódiar as noites de silêncio,

quando os sentidos não sentem

mais a presença

e o corpo procura auxílio no único

lugar onde a pessoa se mantem viva;

na memória.

E, sorrateiramente, para amenizar o que é ruim, irá lembrar do que foi bom.

Não há receita, esse diálogo de sentimentos já não envolve outra pessoa;

já não há uma segunda pessoa.

É só você com você mesmo,

preso em um ciclo repetitivo.

Você parado no mesmo lugar,

com os mesmos pensamentos;

não entendendo que tudo acabou e

que o que restou é só memória;

É preciso seguir.

Comentários2

  • Barbara Guimaraes

    Muito bem... seguir refletindo. Parabéns.

    • Naiara B

      Agradeço o carinho, tempo e atenção.

    • Janderson Shady

      Bela prosa. Parabéns.

      • Naiara B

        Grata jovem, são boas inspirações.

        • Janderson Shady

          Meus poemas até o momento têm como temática o luto amoroso, nada melhor que ler o teu que é uma grande respostar sincera. Obrigado



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.