Maria dorta

Contrasenso

Quando vislumbrei tua alma pura

Vi em teus olhos tanta candura!

Era só uma nova aventura.

Assim pensei. Errei sem desenvoltura.

Quanto mais te conhecia,via

caindo as utópicas barreiras,

Diques de vento que eu erguia.

A cada encontro,teus encantos vendo

Tudo foi me envolvendo,cegando

Tão aberto,um tanto ingênuo

Semelhavamos almas siamesass .

Mas às vezes éramos tão diferentes!

E os revezes nos separavam.

Mediamos  forças no silêncio.

Ganhando,ambos saíamos perdendo!

O avião ,minha rota de fuga.

Fugia de teu amor para achar a cura.

Alma em pranto,silêncio guardando

Voava livre, et'erea,desafiando_ me.

Das ka'rmicas camadas de desamor me liberando.

Até que distância nos enfraquecia

A saudade doía mais que o orgulho

Cediamos ao amor,capitulavamos

E ao Amor nos entregavamos!

Maria Dorta 13_10_2021 

 

 

 

 

 

 

Comentários9

  • Dr. Francisco Mello

    Esplêndido. É bem isto, professora e poetisa. O amor guarda certas semelhanças com a Bolsa de Valores. Ora para cima, vezes para baixo... Baita abraço, tchê.

    • Maria dorta

      Verdade,meu Mestre. Gostei da comparação. Kkk

    • Nelson de Medeiros

      Bom dia poeta.
      Baita exercicio que acabou se concretando num lírico poema de amor.
      1 ab

      • Maria dorta

        Sensibilizada pela tua leitura e opinião.

      • Cecil

        Versos muito fortes, trazendo uma reflexão para o exercício do amor! Parabéns, poetisa!

        • Maria dorta

          Grata pela leitura e comentário!

        • Barbara Guimaraes

          Muito lindo e forte! Esse danado o orgulho... vai ceder sempre para o amor... vai sim!

          • Maria dorta

            Grata pela tua leitura atenciosa. Abc

          • Edla Marinho

            Boa tarde, amiga.

            Que gostoso é abrir sua página e encontrar sempre tão belas linhas!
            " Quando vislumbrei tua alma pura

            Vi em teus olhos tanta candura!"
            Muito bom!
            Feliz tarde, abraços!

          • Maria dorta

            Grata amiga,pelas tuas gentis palavras. Acho você meio suspeita kkkk mas agradeço genuinamente!

          • Elfrans Silva

            Poema estilo "A Volta dos Que não Foram"
            rsrs. Lembrou-me a história de João e Maria; deixar um sinal pra saber voltar.
            Bela obra poética Maria Dorta. Curti também. Abraços

            • Maria dorta

              A cada um cabe interpretar.

            • Shmuel

              Das ka'rmicas camadas de desamor me liberando.

              Essa Dorta sabe mesmo fazer poesia.
              Abraços, amiga e poeta colibri.

            • Maria dorta

              Vou acabar acreditando! Grata pelo incentivo!



            Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.