Zaira Belintani

REINICIAR

Às vezes eu preciso
distanciar-me
do rol de confusões 
das turbulências do mundo
gritar no meu silêncio e
acordar meus sentidos
adormecidos.
Preencher meus vazios
esquecer a solidão ao meu redor
reencontrar-me
e conferir quem sou.
Aninhar-me no calor da minha alma
saber que estou aqui
que ainda guardo o meu melhor
e que posso contar comigo.
Às vezes eu preciso
reiniciar meu sistema
buscar possibilidades
no campo do impossível
traçar novas diretrizes
e cuidar de não me perder de  mim.                    

Comentários3

  • Priscila Ribeiro

    Belo poema, por vezes precisamos reiniciar. Estou vivendo esse distanciamento e tentando o reinício.

    • Zaira Belintani

      O distanciamento acaba por nós aproximar de nós mesmos. Sejamos boas companhias.
      Abraços, Priscila.

    • Shmuel

      ..."Às vezes eu preciso
      reiniciar meu sistema"...
      Adoro essas reflexões! Coisa de poeta sensato.
      Boa noite, Zaira Belintani.

      • Zaira Belintani

        Refletir, respirar para prosseguir. Boa noite, Shmuel.

      • CORASSIS

        As vezes o coração entra pane !
        e questão de reiniciarmos !
        Bela reflexão, abraço.



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.