Romárico Selva

?



Ques sabes tu de mim, anjo maldito?

Onde pensas que comigo vais?

Não me deixarás jamais?

Será que me achas bonito?

 

Ainda estás a me seguir?

Queres minha ignóbil paciência?

Queres me tirar o que me resta de inocência?

Será que vais conseguir?

 

Como te chamas?

A quem veneras ou amas?

Queres algo em mim reconstruir?

 

Por que fazes isso comigo?

Será que és meu amigo?

Se fores, faça o favor de me destruir!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.