Romárico Selva

Apelo.

Venho aqui pedir-te com fervor

Que sem demora dê-me um pouco de atenção,

De carinho, de doçura, de amor

Ou até mesmo de dó e compaixão.

 

Pegue armas ,chicotes e correntes

Pode usar-me, faça de mim o que quiser

Olhe minha pele,meu vigor, meus dentes

E faça-me vosso escravo, ó divinal mulher.

 

Deixa-me ficar eternamente ao teu lado

Sentir do teu amor o fardo

Tornar-te feliz cada vez mais.

 

Deixa-me sentir a suavidade do teu corpo,

Pois mesmo se um dia meu coração for morto

Não deixará de te amar jamais.

Comentários1

  • Maria dorta

    Linda declaração de amor,poeta!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.