Zaira Belintani

Sem Coração

 

Venho percebendo

Vazia sensação

Aqui em meu peito.

Procuro e não entendo

Sumiram meus sentimentos.

Onde está meu coração?

 

Mas que distraída eu sou!

A vida me obrigou

A me fingir de forte!

Meu coração sufoquei.

E agora, onde está?

Coração obediente

Por que te mandei calar?

Perdoa essa demente

Volta para o teu lugar!

Coração brincalhão

Por que te escondes de mim?

Não acho minha alegria

Minha ilusão teve fim

Nem sei mais do meu amor

Minhas lágrimas, cadê?

Sumiu o brilho no olhar

Que feliz eu seria

Se pudesse chorar!

 

Comentários3

  • Shmuel

    Nossa que poema bonito, Zaira Belintani! Verdadeiro e sensível. As vezes usamos uma proteção para evitar sofrimentos, ou sentimentos . Mas o tempo passa e nos fragiliza. Então vem a reflexão, por sinal oportuna..
    Abraços a poeta.

    • Zaira Belintani

      Isso mesmo, Shimul.
      A vida é complexa.
      Gratidão pelo comentário.
      Abraços!

    • Priscila.Ribeiro

      Lindo!! Precisamos olhar com muita atenção para o nosso coração, não podemos deixá-lo que se esconda a ponto de se perder de nós mesmos. Linda reflexão.

      • Zaira Belintani

        Amei seu comentário.
        Gratidão, Priscila!

      • Helio Valim

        Parabéns Zaira! Lindo poema, muito bem estruturado. Quem brinca com as palavras como você, jamais perdeu o coração. Um grande abraço.

        • Zaira Belintani

          Cuidemos do nosso coração, nosso amigo cordial, como diz Milton Nascimento.
          Gratidão pelas palavras, Helio Valim.
          Boa noite!



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.