Maria dorta

Reminiscencias

A maturidade já se instalou mais que de repente. Percebeu?E você,continua tão verde e insensata como sempre. Passaram teus 20 anos,lembra?

Você continua,impávida, a crer e a cometer os mesmos erros, a sonegar seus instintos,a fazer ouvidos surdos a seus desejos,anseios e ainda se julga...madura?!

Ah! Você não desiste,resiste. Vai errando e,paradoxalmente, quer que a vida dê  certo. Muda os protagonistas de sua vida amorosa mas  permanece com o mesmo enredo,mesmo cenário  e mesmas expectativas...patético! Mas, é  humano.

Você  é  tão incondicional em seus sentimentos que não sabe impor limites,nem condições, cala sua mágoa, deixa -se fustigar e finge para aquele " projeto de amor", quem sabe? talvez dê  certo... É vai seguindo, se iludindo,pensando que com o tempo haverá ajustes e esse amor vai acabar sendo e agindo conforme o modelo que você  esboçou.  Você  sabe,no fundo,que isso é  uma quimera. Ele vai mudar sim. Mas para pior, porque sedimentara'  mais ainda seus hábitos  e costumes,vai ve-la como uma peça, agora permanente,porque ajustada ao seu " decor" familiar!

Você,silenciosamente, se amoldara' e ganhará, lá  dentro de você, uma coleção de frustracoes( inconfessáveis!), cicatrizes sem fim de feridas provocadas pelo cilício  de suas insatisfações,dúvidas,desilusões,tudo isso afixados,como medalhas,em sua alma.

Assim me redimo- você  pensa. E   cala e  consente na solidão a dois viver. Solidão não  é  o vazio de gente ao seu redor. É  perder- se de si mesma,alienar-se e  esperar que alguém amado lhe valide,autenticado sua existência.

Maria Dorta. escrito nos idos 2008.

 

Comentários8

  • Carine Seganfredo

    Lindo poema, retrata uma briga que venho á muito tempo tentando entender.

    • Maria dorta

      Grata pela leitura e incentivo.

    • Zaira Belintani

      Maria, Dorta, que linda a sua definição de solidão!
      Quando nos perdemos das pessoas que nos são caras, vai-se um pouco de nós. Mas se nos perdemos de nós, nada fica!
      Abraços e uma ótima tarde!

      • Maria dorta

        Você sacou bem,poetisa! Grata pela leitura e apreciação.

      • Victor Severo

        Bela reflexão.

      • Ema Machado

        Conheço uma história semelhante… Excelente reflexão, parabéns, querida.

        • Maria dorta

          Grata pela leitura e seu incentivo.

        • Shmuel

          Quantas verdades, mesmo que nuas e cruas,
          Adorei!
          Parabéns, Maria Dorta.

          • Maria dorta

            Gratissima,poeta. Assim é a vida...

          • Eras

            Parabéns, poeta. A pior solidão é a solidão se si mesma, belo poema.

            • Maria dorta

              Verdade! Grata pela leitura!

            • Hébron

              Maria dorta, um sermão lírico traz verdades e sugere importante reflexão sobre relacionamento, sobre o amor próprio.
              Muito bom!
              Abraço

            • Maria dorta

              Grata Hebron. Você me enrique com sua sabedoria.Abc



            Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.