Petala_desconhecida

E o dinheiro o que compra?

Já minha mãe dizia,

Para que ser rico,

Se não se tem ritmo,

E seu coração encardido.

 

O coração não se apaixona,

Por dinheiro,

Dinheiro traz,

Mau engenho,

E custo feio.

 

Para que sermos ricos,

Se podemos ser pobres,

E virar dançarinos,

Num mundo esnobe.

 

A maior felicidade,

Não se compra,

Não se rouba,

Nem se machuca,

Para que dinheiro sujo,

Se só compra luxo.

 

Luxo desnecessário,

Meio que ordinário,

E fecha olho,

A pessoas,

Sem qualquer agregário.

Comentários1



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.