Avelino

Cativou-me

Cativou-me , e eu, sem o saber,

 

bem o deixei.

 

Deu-me carinho, tratou-me criança,

 

e eu, insanamente, deixei...

 

Sussurros, suspiros,

 

à conspirar e eu não entendi.

 

Entrou em meu coração,

 

entrou em minha vida

 

refez a minha vida,

 

e até agora não compreendi.

 

Deixei entrar o seu jeito,

 

o seu trejeito,

 

sua beleza, seu doce enleio,

 

e eu não percebi

 

Saiu de minha vida,

 

desfez a minha vida,

 

não sei porque

 

o fez a mim.

 

Não sei mais quem sou,

 

nem mesmo sei quem fui.

 

Só sei,

 

que não me esqueço de ti.

 

 

Comentários2



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.