erhi Araujo

Certa flor

 

Vens...

sob a luz da lua

perfuma os sertões, seus florais

de menina-moça, serena

aos beijos a mais, nos jardins

vens... aos quintais

Vês...

se todas à luz, arrua

ou costura em seus bornais

um punhado de açucena

de cor morena, cobre o jasmim

Doces portais

Vi...

nos bordados a primavera, nua

trajo sonhado e fervores habituais

a quem seduz... dilema

em serenas noites, azuis sem fim

nexos  ocidentais

Vais...

entre flores, se continua

deixas teus encantos musicais

a caminho, helena

dracena, almas gêmeas do sim

em ramalhetes matinais...

vide...

entre teus jardins sertanejos

cactos, orquídeas, flores... negras

cores rusticas, desertas

variegatas, orgânicas frutas... flor

em pétalas mescladas o que desejas!

 

CERTA FLOR

             erhi Araujo



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.