Nogueira_greg

Eu só queria chorar... (não é poema, sim poesia)

            Há quem diz que a paciência é uma grande virtude, desde que não se transforme em lerdeza. Mas quem pode anteceder o exato momento em que uma se transforma na outra? E por que isso é importante?

            Estou ampliando aqui o conceito de procrastinar, a outros parâmetros linguísticos, talvez antes não referido. O sofrimento deve ser superado no mínimo de tempo que se é possível, talvez, até mesmo, tentar tomar grandes iniciativas, antes de uma recuperação completa. Seria como atravessar calmamente um campo minado, onde você entende que a maior concentração de bombas está no início do terreno, com milhares de “gatilhos” invisíveis, e conforme se aproxima do final, vão se diminuindo a concentração destes explosivos. Chamo, vulgarmente, de procrastinação emocional, este momento final do terreno em que as chances de pisar numa bomba, são menores do que as chances de você ser abatido por outros incidentes e sinistros de guerra, mas mesmo assim você escolhe arriscar ser demasiadamente paciente.

            A alcunha de, tão paciente quanto lerdo, veio como uma bala perdida direto no peito, que dói intensamente. E ainda vivo, tenho que ser sagaz de me fingir de morto, a aproximação do inimigo, e demonstrar vigor, ao mínimo sinal de resgate.

            A verdade é que sou apenas mais um, dentre milhões, estrebuchando no chão. A dor me destrói, mas sensação de culpa me impede de chorar. E eu só queria chorar...

Comentários3

  • Valdeci Malheiros de castro

    Lindas palavras. Profundamente reflexivo.

    • Nogueira_greg

      Muito obrigado pelo seu comentário. Eu amo criar novas analogias, que me ajudam também a refletir

    • Nelson de Medeiros

      Bom dia poeta.
      Boa poesia em tom de crônica.

      1 ab

      • Nogueira_greg

        Valeu por comentar fico feliz. Não foi intencional, mas crônica cai muito bem a este estilo. Abraços

      • Carlos Hades

        Excelente amigo! e sobre isso digo:"Fúria"!

        • Nogueira_greg

          Ora, se não posso quebrar nada, nem socar ninguém. Me resta digitar este texto com muita força rsrsrs! Muito obrigado pelo comentário



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.