Bruh Poesias e Luz

Eu quero

Eu quero tanto da vida

Mas o quê?

O que exatamente nessa vida é o verdadeiro querer?

Sigo a vida intrigada com esse jogo de porquê?

Minha única certeza é a vontade de desvendar meu eu no seu querer ...

Eu quero nada e ao mesmo tempo anseio por tudo

É engraçado e confuso como há dias de glória tristes e felicidade após breves momentos de luto...

Eu quero a sorte de um amor tranquilo e o azar de inúmeras paixões barulhentas

Eu quero ser a rosa que te espeta com espinhos e com amor te cura

Quero ser por vezes teu pecado mortal e vez ou outra sua mais deliciosa loucura

Eu quero ser o fogo que te acende quando a luz do quarto se apaga

Eu quero no fim ser seu maior pesadelo mas no início seu sonho de valsa

Eu quero te dar amor e na cama prazer e uns belos tapas

Eu quero isso tudo mas também não quero nada

Eu quero ser mera ilusão mas também ser marca profunda no seu coração...

Autora: Bruh Luz e Poesia.

 

Comentários1



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.