lucita

O Fardo Pode ser Fado


Vem falar em versos comigo aqui:
como poder ser doce algo como abacaxi?
Como pode tragédia, com tempo virar comédia?
Ser fácil entrar, e não tão facll sair?
Tomate é fruto vermelho e
não pega a boca como o caqui...
Não se justifica erro com acerto?
Nem sempre ficamos satisfeitos na média
A didática da vida é Google ou Wikipedia?


Gostei. É do ser humano, questionar.
Parabéns, Poetisa.
Baita abraço, tchê.


Como pode um amor, se transformar em saudade,
Como pode uma mentira virar verdade.
Como pode o ódio se transformar em perdão,
Uma ausência inspirar uma canção?
Depois da noite, vem um novo dia,
E a dor se transforma em alegria
E o fardo pode ser fado,todavia
Quando o poeta tudo transforma em poesia.


A arte de fazer questões
Sempre fez parte do nosso ser.
O fardo são as complicações
De as tentarmos responder,
Ou por não saber as razões
Ou por as não compreender...
Quem sabe, possa, talvez, o fado
Nos doar tal fardo bem explicado.


__ A terra é o centro do Cosmo, amigo
__ Sinto muito ser rude contigo
Não vale mais o Geocentrismo
O sol é o Centro (Heliocentrismo)
Esta verdade está comprovada
Não vale a verdade dogmatizada
O que era certo passa a ser errado
Se a Ciência prova, estamos conversado.


Ainda que lhe pareça e não faça sentido, afirmo...
Um fardo pode ser transformado em fado
Nas mãos do poeta, amigo. Em sua visão, pode se arder sem calor, ódio ter outro valor, carisma transformar-se em amor.
Poesia é magia, não se explica, é cura para muita dor...

Comentários3

  • lucita

    Agradei do resultado.

  • R. Barbosa Gameiro

    Realmente ficou muito fixe (bacana) e o que vocês escreveram deixou-me a pensar em vários assuntos interessantes.

    • lucita

      Como nós mineiros falamos:
      Né?
      Uai!

    • Valdeci Malheiros de castro

      Também gostei muito.

      • lucita

        Vocês conhecem, poeta!
        Sabedoria filosófica!



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.